MONARQUIA TRADICIONAL

Nós seremos livres, nosso rei será livre, nossas mãos nos libertarão
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Grande bronca...escandalo ao mais alto nível

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Sab 1 Dez - 12:10:32

Caro amigo,

Há qualquer coisa no ar, ao contrário do ano passado este ano o dito jantar não teve directos da imprensa. Aliás o ano passado já uma semana antes do jantar a SIC e a TVI não se calavam. Ontem zero!

Isto é muito significativo e denota bem que o reino faz de conta está em agonia!

Por acaso esqueci-me de mandar alguém la passar perto para controlar o fluxo de condes e barões faz de conta. è previsivél que esses batessem lá todos, afinal quando cair o rei faz de conta, os condes e barões faz de conta que gravitam como satélites nessa órbita vão à viola socialmente e alguns vão passar a ter vidas muito tristes! O da central de tratamentos de lixo é um deles!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Sab 1 Dez - 16:46:41

Valdez escreveu:
Caro amigo,

Há qualquer coisa no ar, ao contrário do ano passado este ano o dito jantar não teve directos da imprensa. Aliás o ano passado já uma semana antes do jantar a SIC e a TVI não se calavam. Ontem zero!

Isto é muito significativo e denota bem que o reino faz de conta está em agonia!


Este ano as TVS foram para o Rastrilho que resolveu marcar jantar para mesmo dia e à mesma hora


aqui fica imagem e Mensagem






Aqui fica uma imagem (com pouca qualidade) da Mensagem de SAR aos Portugueses


Jantar muito simpático e uma mensagem muito importante como sempre.

Um abc
ZT

Citação :
Há 30 anos iniciei o hábito de comunicar com os Portugueses nos dias 1º de Dezembro. Sei que as minhas mensagens têm sido bem recebidas em todas as esferas da sociedade portuguesa porque nelas chamo a atenção para as prioridades da vida nacional.
Como herdeiro da Casa Real, e daí com especial responsabilidade na preservação do património histórico do povo português, tenho orgulho em comemorar hoje a restauração de 1640 e sinto que, no futuro, essa independência deve ser cada vez mais bem aproveitada. É no passado que ela tem as suas raízes, mas é no futuro que a devemos projectar.
No nosso país, tem faltado debate sobre as vantagens que nos outorga a independência. Em alguns sectores da sociedade, faz-se correr que a soberania é um conceito esgotado e que, com a globalização e iberização dos mercados, só teríamos vantagens na subsequente união política com a Europa
Se queremos conduzir a bom porto o nosso país, acho que, devemos reflectir com independência, antes de prestar ouvidos a tentações e oportunismo políticos.
Neste preciso contexto está o Tratado Reformador Europeu previsto para ser assinado em Lisboa em Dezembro e cujo processo de ratificação começará nos próximos meses.
Começo por saudar o esforço dos diplomatas portugueses que, honrando a tradição da Secretaria dos Negócios Estrangeiros, criada por D. João V, conseguíram que Portugal saísse prestigiado do modo como conduziu a negociação do Tratado de Lisboa.
A sua ratificação deveria preservar a diversidade e a riqueza cultural dos Povos Europeus. Em Portugal, como noutras nações europeias, as personalidades e os partidos debatem se essa ratificação deve ter lugar por referendo ou aprovação parlamentar.
Seja qual for a decisão, deve haver debate para ficarem claras as principais alterações introduzidas, que ficaram por explicar. O modelo da Europa a adoptar deve ser objecto de uma profunda discussão!
Espero que a introdução do Presidente Europeu, a eleger pelo Conselho, não vá minando a diversidade das nações. A verdade é que ao darem-se passos para uma entidade de tipo federal, os Governos nacionais perdem poder.
É minha firme convicção que a melhor resposta dos Portugueses ao Tratado Europeu é trabalharmos para termos um soberano verdadeiramente independente de todas as forças económicas, políticas e regionais. O Estado dá cada vez mais indícios de estar refém de "interesses especiais". Engordou. Está flácido. É necessário reafirmar a sua autoridade e separar o seu papel central, que tem a ver com as funções de soberania, das outras funções que pertencem à sociedade. Ao assinarmos o Tratado queremos dizer que "Pertencemos à Europa". Termos um rei será dizer que " Portugal continua a pertencer aos portugueses ".
No ano que se aproxima, comemoram-se os centenários dos assassinatos de D. Carlos I e seu filho, D. Luiz Filipe, e da chegada da família Real ao Brasil. Para cada um deles, tomei iniciativas consentâneas com o especial relevo para Portugal desses acontecimentos.
Conforme sondagem à opinião pública de 2002, mais de 75% do povo português considera "um crime horroroso" o regicídio. Sabemos que foi levado a cabo por terroristas ao serviço de uma conspiração contra a Monarquia Democrática então vigente.
E contudo, passados estes anos estou convencido que, se os assassinos verdadeiramente conhecessem o seu Rei, não o teriam morto. Mas tão forte era a campanha de ódio e desinformação sobre o Rei e a Família Real, tão grande era o desconhecimento da sua dedicação ao país, da defesa da nossa independência e da nossa posição no mundo, que veio o trágico desenlace que afastou Portugal, durante décadas, do caminho para uma sociedade mais evoluída.
Por o Rei D. Carlos ser uma figura ainda tão mal conhecida, foi criada a “Comissão Dom Carlos 100 anos”. Desde 2008 até 2013, ano do 150º aniversário do seu nascimento, essa Comissão irá apoiar eventos que lembrem a sua obra. É uma tarefa de reconciliação para a qual chamo todos os portugueses e que foi já iniciada pela sociedade civil e pelas nossas Forças Armadas através de exposições, livros, monumentos e conferências.
A 1 de Fevereiro haverá solene Missa de Requiem, em S. Vicente de Fora. Espero que nessa evocação religiosa estejam presentes, com todos os que quiserem honrar a memória do grande rei D. Carlos, as mais altas autoridades do Estado Português numa homenagem ao que foi um Chefe de Estado que projectou a sua Pátria no Estrangeiro...
Fui convidado pelas autoridades Brasileiras a tomar parte nas cerimónias Comemorativas dos duzentos anos da chegada de D. João VI ao Brasil, em Maio de 2008. Quero aproveitar esta ocasião para saudar o presidente Lula da Silva bem como todos os seus diplomatas, que têm sabido conduzir o Brasil para uma prestigiada posição nas relações internacionais. É minha convicção de que, conjuntamente, podemos mostrar ao mundo Iberoamericano a nossa competência técnica e apoiar as acções dos nossos empresários no Mercosul, numa região onde estão situados dos maiores recursos mundiais de hidrocarbonetos.
Neste contexto, saúdo a atitude do Rei de Espanha, defendendo no estrangeiro a honra dos seus compatriotas. Mas também saúdo a Venezuela, onde trabalham mais de quatrocentos mil portugueses. Eles sentem-se naturalmente honrados com a aproximação que o Chefe de Estado Venezuelano fez a Portugal, valorizando a tão prestigiada comunidade portuguesa e abrindo caminhos para uma mais eficaz cooperação.
A celebração da independência de 1640 é também um compromisso para com a Lusofonia e a diáspora portuguesa. No espaço da Lusofonia, as nossas hesitações na política externa resultam em percas de terreno a favor de outros países….
Saúdo aqui especialmente a Guiné Equatorial e a China/Região Autónoma de Macau, que pediram respectivamente a adesão e o estatuto de observador à CPLP. A Lusofonia é uma mensagem cada vez mais vibrante e que acolhe novos povos.
Ao visitar recentemente os Estados Unidos e o Canadá , tive ocasião de contactar e colaborar de novo com as comunidades portuguesas , que lutam para que as novas gerações não se esqueçam das suas raízes .
Creio ter dado exemplos suficientes de como, na minha qualidade de chefe da Casa Real Portuguesa, me tenho pronunciado e agido, para defender os nossos compatriotas e os outros povos lusófonos. Saúdo aqui Timor, com uma mensagem especial na pessoa do bom amigo Dr. Ramos Horta, nesta nova fase da sua vida política.
Não posso deixar de me preocupar com o tema da educação. Ainda recentemente um grande poeta português vivo que é também um patriota, escreveu que.... "Temos muito passado e muita História e cada vez menos memória" E de facto o principal problema está na rejeição de valores como a exigência e o esforço, e as referências de história e de cidadania, seja na escola pública, seja na privada.
O sistema actual prejudica em especial os alunos com menores capacidades, e não prepara bem os jovens para o mercado do trabalho. Por exemplo, as deficiências na aprendizagem da língua portuguesa afectam a compreensão de todas as disciplinas.
Constituindo o ensino um dos principais pilares para o desenvolvimento do País, dever-se-á investir fortemente na qualificação de professores e generalizar a aplicação das melhores práticas nacionais e internacionais ao sistema de ensino português. A educação terá que ser a grande e urgente aposta do País, com objectivos bem definidos e estáveis.
Numa época de grande fragmentação familiar, as escolas deverão exercer um papel na educação cívica muito mais actuante que no passado, adoptando, desde a pré-primaria. Métodos de ensino que incluam hábitos de disciplina e rigor e valores éticos e morais.
O correcto ensino da nossa História assume importância crescente. O conhecimento do papel desempenhado pelos seus principais protagonistas manterá vivas as referências identificadoras das nossas raízes, provocando um efeito estimulador no sentido de futuras iniciativas.
Neste âmbito, o nosso sistema de ensino deverá estimular nos estudantes o espírito empreendedor em todas as áreas do conhecimento e que, mais tarde, será aplicado no reconhecimento e aproveitamento das oportunidades que o mundo lhes proporcionará. Para isso seria de grande utilidade incrementar quanto antes, uma maior cooperação entre Universidades e Empresas, por forma a que o investimento efectuado durante o percurso académico seja consequente sob o ponto de vista de realização pessoal e de desenvolvimento do País
As Famílias portuguesas merecem uma referência particular: fazem enormes sacrifícios, apostando no futuro através da instrução dos filhos, suportando grandes encargos, e se necessário ou possível enviando os filhos para o ensino no estrangeiro. É necessário que o Estado melhor corresponda a este enorme esforço.
Quero ainda saudar todos os que contribuíram para a campanha pelo "Não ao Aborto “.
Creio que a defesa da Família não é apenas boa moral; é também boa política, dado o envelhecimento da população portuguesa. Mas mesmo legitimamente acreditando em determinados valores, como Chefe da Casa Real Portuguesa respeito os que discordam da minha posição; perante o drama do aborto, devemos principalmente proporcionar condições às futuras mães que vivem situações difíceis.
A incapacidade que o Estado vem manifestando de, por si só, conseguir encontrar soluções para lutar contra a exclusão social de pessoas carenciadas e imigrantes torna imperiosa uma maior participação de todos nós através do desenvolvimento de iniciativas inovadoras e solidárias.
É difícil de compreender como é que – segundo dados de um estudo do Observatório da imigração publicado este mês – o País desperdiça o aproveitamento de tantos imigrantes qualificados tanto da Europa do Leste como Lusófonos. Na realidade, apenas 1 em cada 5 imigrantes com um curso superior consegue emprego adequado ás suas habilitações.
Num momento em que se começa a falar da celebração do centenário da revolução de 5 de Outubro, creio dever mencionar os ataques que voltam a surgir à Igreja e aos seus valores, sabendo que a Conferência Episcopal Portuguesa já exigiu ter uma palavra a dizer no âmbito dessas comemorações.
Preocupa-me que o Estado não aproveite devidamente os contributos da sociedade civil em favor do progresso material e espiritual da população, e a Igreja é, na sociedade civil, a principal interveniente nos campos assistencial e cultural.
Temos no entanto assistido a preocupantes ataques ao seu trabalho nos mais diversos domínios: capelães hospitalares e prisionais, património religioso, comunicação social nacional e regional, educação religiosa e moral cristã, ensino secundário e superior. Perante este panorama, creio que a Igreja precisa não de protecção ou favor, mas sim de reconhecimento das suas potencialidades e do seu serviço efectivo à sociedade.
Deixei para o fim uma grave preocupação. Muitos dos Portugueses mais capazes e bem formados afastam-se actualmente da política e preferem usar o seu tempo exclusiva­mente em ocupações profissionais. Preocupa-me o afastamento da população em relação à participação eleitoral, como se tem observado
A aprendizagem da democracia moderna começou em Portugal com a monarquia constitucional em 1820 mas foi profundamente perturbada com a balbúrdia sanguinolenta da 1ª república e com o autoritarismo da 2ª república. Temos de assimilar melhor um mecanismo essencial da Democracia, que é a participação na coisa pública.
Sem uma verdadeira "cultura democrática" de participação das pessoas e de responsabilização dos eleitos perante os eleitores cresce a abstenção e a indiferença e em, momentos de crise das instituições democráticas poderemos vir a ser desafiados pela tentação de aceitar ditador "que nos governe".
A independência nacional é também um compromisso com a democracia....
Foram estas considerações que me levaram a fundar em Agosto deste ano o "Instituto da Democracia Portuguesa", que junta personalidades de sectores políticos e culturais muito diferentes, mas unidos na preocupação de que Portugal seja um País livre e independente, numa Europa unida pelos valores que decorrem das suas raízes culturais e espirituais cristãs, gregas e judaicas.
As iniciativas deste Instituto que se preparam sobre o ordenamento do território nacional contam com o apoio de académicos, empresários, quadros e jovens de todo o país. Espero para elas todo o apoio dos que entendem que chegou a hora de um movimento de cidadania que reúna as pessoas pelo que elas têm de melhor e de participação na vida pública mediante resoluções e propostas concretas sobre o ordenamento, a segurança e estratégia nacional, entre outras.
Queria terminar salientando o compromisso da minha Família para com o futuro. Connosco estão aqui presentes a Duquesa de Bragança, e os nossos filhos. Sobre eles já escrevi que "o mais notável que me aconteceu foi ter casado com a melhor mulher do mundo e termos recebido de Deus os nossos três filhos que tanta felicidade nos trazem".
Juntos, comprometemo-nos a desempenhar uma missão importante na construção do futuro colectivo de Portugal e em apoiar a independência nacional com todas as nossas forças.
Quinta de Santa Sofia aos 30 de Novembro de 2007
Dom Duarte de Bragança

Nesta parte da comunicação em que SAR reconhece ter tido a sorte de casar com a Melhor Mulher do Mundo posso dizer-lhes SAR arrancou uma enorme e prolongada salva de palmas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diogo Ventura
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 59
Local/Origem: : Grandola
Data de inscrição : 13/05/2007

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Sab 1 Dez - 20:08:13

Como não posso deixar em branco o comentário da imprensa ao discurso habitual de SAR D.Duarte Pio referênte ao dia 1º Dezembro
Comentário da Imprensa à Mensagem de SAR o Senhor Dom Duarte:

O DN (Diário de Noticias) abre na pag 19 com o titulo "D. Duarte elogia o Rei Juan Carlos e protege Chavez da Polémica"
Prespectiva
mais internacional, o diário foca a especial atenção que D. Duarte teve
ao abordar o incidente da XVII Cimeira Ibero-Americana, focando que
"...Rei de Espanha, defendendo no estrangeiro a honra dos seus
compatriotas.." mas e nessa linha de actuação "...Mas também saudo a
Venezuela onde trabalham mais de quatrocentos mil portugueses"

«Para
que não restassem duvidas D. Duarte Pio disse ontem aos cerca de 500
monarquicos presentes na Quinta de Santa Sofia, em São Domingos de
Rana, que os emigrantes "sentem-se naturalmente honrados com a
aproximação que o Chefe de Estado Venezuelano fez a Portugal,
valorizando a tão prestigiada comunidade portuguesa abrindo caminho
para uma mais eficaz cooperação" nem a questão do petróleo ficou de
fora.
"Podemos mostrar ao mundo ibero-americano a nossa competência
técnica e apoiar as acções dos nossos empresários no Mercosul, numa
região onde estão situados os maiores recursos mundiais de
hidrocarbonetos", disse D Duarte
Sendo um Jantar comemorativo do 1º
de Dezembro de 1640, D. Duarte não deixou de ivocar a restauração de
independencia, mas deixou a ideia de que ela pode ser posta em causa de
outras formas "Em alguns sectores da sociedade, faz-se correr que a
soberania é um conceito esgotado e que com a globalização e iberização
dos mercados, só teriamos vantagens na subsequente união politica com a
Europa", afirmou»

Num contexto mais interno a Lusa foca a preocupação de D. Duarte com o afastamento dos Portugueses da politica:

«D.
Duarte apelou para um maior debate sobre o Tratado Reformador da União
Europeia, num discurso a que a Lusa teve acesso, expressando também a
sua preocupação com o futuro da soberania nacional.»

O DN foca
os avisos que D. Duarte lançou para a reforma institucional da UE,
embora tenha elogiado o "esforço dos diplomatas portugueses (...) [na]
tradição da secretaria dos negocios Estrangeiros, criada por D. João V"
,nomeadamente por causa da "introdução do Presidente Europeu, a eleger
pelo Conselho" o que poderá minimizar "a diversidade das Nações(...) Ao
darem-se passos para uma entidade de tipo Federal, os governos
nacionais perdem poder"

Ainda de acordo com a Lusa:
"Deve
haver debate para ficarem claras as principais alterações introduzidas,
que ficaram por explicar. O modelo da Europa a adoptar deve ser objecto
de uma profunda discussão!", recomenda D. Duarte.

No que
respeita ao afastamento dos portugueses da vida política, o herdeiro do
trono português considera que "sem uma verdadeira "cultura democrática"
de participação das pessoas e de responsabilização dos eleitos perante
os eleitores cresce a abstenção e a indiferença".

Porque "a
independência nacional é também um compromisso com a democracia", D.
Duarte alerta para o perigo de "em, momentos de crise das instituições
democráticas" podermos vir a ser "desafiados pela tentação de aceitar
ditador "que nos governe".

Foi por este motivo, acrescenta D.
Duarte, que em Agosto passado sentiu a necessidade de fundar o
"Instituto da Democracia Portuguesa", composto por "personalidades de
sectores políticos e culturais muito diferentes", mas que, unidos,
lutam para que "Portugal seja um País livre e independente".

Para
além da preocupação com a situação de Portugal na Europa e com o
afastamento dos portugueses da política, o discurso de D. Duarte
revelou ainda a sua apreensão face à situação da educação em Portugal,
considerando que "o sistema actual prejudica em especial os alunos com
menores capacidades, e não prepara bem os jovens para o mercado do
trabalho".

"A educação terá que ser a grande e urgente aposta do
País, com objectivos bem definidos e estáveis", recomendou o herdeiro
do trono português.

Para o futuro, D. Duarte assumiu o
compromisso de continuar a contribuir para a construção do futuro
colectivo do país e apoiar a independência nacional.»


Ricardo Silva;)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Sab 1 Dez - 22:40:17

Caro Diogo,

Optimas noticias, quando o jornal fala de cerca de 500, quer dizer que na realidade foram quatrocentas e tal o que significa uma substancial diminuição em relação ao ano anterior. Talvêz mais de 30%

Aliado ao facto de praticamente ninguém da imprensa ter ligado nada ao assunto comparativamente ao ano passado, que uma semana antes já estavam a anunciar a coisa, com entrevistas em tudo o que era revistas e jornais, nota-se uma desmobilização.

Caro zé Tomaz

Quem feio o ama bonito lhe parece!

lol!

PS já confirmei com 2-3 pessoas, não estariam mais de duzentas e picos, não devendo chegar às 300, afinal a desmobilização foi de cerca de 70% em relação ao ano anterior.


Última edição por em Ter 4 Dez - 23:18:48, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Dom 2 Dez - 2:20:37

Valdez escreveu:
Caro Diogo,

Optimas noticias, quando o jornal fala de cerca de 500, quer dizer que na realidade foram quatrocentas e tal o que significa uma substancial diminuição em relação ao ano anterior. Talvêz mais de 30%

Aliado ao facto de praticamente ninguém da imprensa ter ligado nada ao assunto comparativamente ao ano passado, que uma semana antes já estavam a anunciar a coisa, com entrevistas em tudo o que era revistas e jornais, nota-se uma desmobilização.



Caro Zé

Menos cerca de 30% de participantes é bem verdade, mas já te deixei aqui a explicação : 1 acontecimento dirigido ao mesmo publico no mesmo dia e à mesma hora, que foi o Jantar de inauguração do Rastrilho que era presidido por SA a Infanta Dona Pilar de Espanha. Eu próprio recebi convite para o jantar do Rastrilho, embora não tenha hesitado em ir ao dos conjurados. Assim o publico do ano passado dividiu-se pelos 2. Acredito que se não houvesse o Rastrilho os tais 700 que é sempre o numero de todos os anos teriam comparecido na Quinta de Santa Sofia
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: re   Dom 2 Dez - 2:46:07

Caro amigo,

Ainda acreditas em contos de fadas...

A realidade é uma o reino faz de conta está a vir abaixo, como explicas que a nossa página sem publicidade nenhuma tenha cerca de 100 visitas dia e a do Duarte esteja às moscas.

Todos os dias o D. Rosário recebe 2-3 e-mails de pessoas diferentes a darem os parabéns e indignadas com o que lhe fizeram.

Pessoas que se assumem como monarquicos mal tratados pela " nobreza de m...faz de conta" que cheios de cagança trataram mal muita gente que agora nos procura, gente que quiz fazer pela monarquia e que não deixaram, mas que agora vão poder fazer porque nós os queremos aproveitar porque todos os homens de boa vontade e pela verdade devem estar ao lado de SAR. D. Rosário.

Um abraço Zé
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
Vasconcellos
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Número de Mensagens : 68
Data de inscrição : 02/05/2007

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Seg 3 Dez - 11:51:54

Caro Valdez,

Muito bem, a sua resposta encerra o sentimento de muitos monarquicos, que ao longo dos anos foram espezinhados por certos cagões arrogantes, que na maioria dos casos são uns parvalhões que vivem na sombra dos feitos dos seus antepassados.

Pedantes, arrogantes e cretinos que afastaram gente muito boa ao longo dos anos, da monarquia; Pois como o sr. Bragança anunciava, eles não queriam uma monarquia, mas uma corte ad eternum a mamar o Povo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diogo Ventura
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 59
Local/Origem: : Grandola
Data de inscrição : 13/05/2007

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Seg 3 Dez - 13:53:33

Caro Pedro Reis
Não há muito tempo o Sr. Prof Dr. Nuno Cardoso ,informou , que por este andar e com este tipo de linguagem o Forum ficaria "ás moscas" .
A prova está á vista .
Quaze ninguém aquí partecipa devido á "linguagem" provocatória ,que já não sei se são clones ou não,mas parece que sim .LOL
Bem Haja Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: Atenção   Seg 3 Dez - 14:28:24

Caros amigos chamo a atenção de todos que os apoiantes de Duarte Pio, estão a fazer circular na internet por e-mail um texto de Francisco Sousa Tavares datado de 1983 onde o mesmo negava ter sido advogado de D. Maria Pia ( ao contrário do que diz Mario Soares no Portugal amordaçado, onde Sousa Tavares foi quem deu o alerta para a embaixada Italiana quando D. Maria Pia foi detida pela Pide) e insinuava a fragilidade da posição de D. Maria Pia.

Ora não só a posição de D. Maria Pia, está mais que provada no site www.reifazdeconta.com aliás se Duarte Pio tivesse 1% das provas documentais de D. Maria Pia já ninguém o calava.

Chamo a atenção que o artigo em questão é de 83 e D. Maria Pia só teve a sentença definitiva da Rota Roma que validava sem margens para dúvidas o seu certificado de batismo em 1992 ou seja 9 anos depois do referido artigo!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Seg 3 Dez - 15:40:36

Valdez escreveu:
Caros amigos chamo a atenção de todos que os apoiantes de Duarte Pio, estão a fazer circular na internet por e-mail um texto de Francisco Sousa Tavares datado de 1983 onde o mesmo negava ter sido advogado de D. Maria Pia ( ao contrário do que diz Mario Soares no Portugal amordaçado, onde Sousa Tavares foi quem deu o alerta para a embaixada Italiana quando D. Maria Pia foi detida pela Pide) e insinuava a fragilidade da posição de D. Maria Pia.

Ora não só a posição de D. Maria Pia, está mais que provada no site www.reifazdeconta.com aliás se Duarte Pio tivesse 1% das provas documentais de D. Maria Pia já ninguém o calava.

Chamo a atenção que o artigo em questão é de 83 e D. Maria Pia só teve a sentença definitiva da Rota Roma que validava sem margens para dúvidas o seu certificado de batismo em 1992 ou seja 9 anos depois do referido artigo!

Caro Zé

Posso ter acesso a esse texto? É que para mim é fácil confirmar a veracidade do texto uma vez que posso perguntar ao meu Primo Miguel ou ao meu Primo Gustavo Andressen que neste momento ocupa o escritório que foi do meu Tio Francisco.


Um abc

ZT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Seg 3 Dez - 16:02:30

O do teu tio a levantar as dúvidas em 83 já era conhecido saiu num jornal da época, o do Mario Soares está no Portugal amordaçado. Qual dos dois queres?

Para o caso o importante é ressalvar que foi só em 92 que SAR. D. Maria Pia viu a sentença do TRibunal da Rota ser-lhe favoravél, e que tudo o que se disse e levantou de duvidas antes, fica resolvido com esta sentença!

Tenho informações que as notas que sairam na imprensa a respeito do Jantar e do 1 de Dezembro continham expressões tipo " O polémico ou contestado pretendente" referindo-se a Duarte Pio. Isto é uma grande e positiva evolução e reforça a minha certeza do final anunciado do reino faz de conta.

PS: Vem ai mais chumbo do grosso a respeito da prisão politica de D. Rosário, mais documentos nada abonatórios a respeito das intervenções ilegais do consul e embaixador!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
diogo
Capitão de Fragata
Capitão de Fragata


Número de Mensagens : 14
Idade : 41
Data de inscrição : 30/08/2007

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Qua 5 Dez - 0:27:48

Caro Valdez,

O que me surpreende é a sua persistência. Dou-lhe aqui os meus sinceros parabéns por isso.

Já agora, permita-me uma pergunta: se o sr. Rosário ganhar a contenda, foi-lhe prometido um ducado? um reino? talvez nas Berlengas?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://monarquico.blogspot.com/
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: re   Qua 5 Dez - 2:16:26

Caro Diogo

A nobreza das pessoas está no seu caracter e nas suas convicções, não num papel/ titulo qualquer.

Na realidade os nobres antigamente eram diferentes e tinham na verdade o sangue azul porque comiam em baixelas de prata, que por sua vez deixavam resíduos.
Como os sais de prata ficavam depositados na pele, nos olhos, nos órgãos internos, e a pele ficava cinzenta tornando então fácil para a população saber quem eram os ricos.

Se SAR. D. Rosário ganhar, não é ele que ganha mas o movimento monarquico por passar a ter um pretendente à altura e que não envergonha ninguém como esse boçal do rei faz de conta.

Poderá ganhar Portugal se se conseguir implantar as politicas, justas que defendemos.

Não tenha dúvidas que o reinado faz de conta vai cair, é impossivél fazer tanta porcaria como os faz de conta tem feito e não lhes cair nada em cima. Isso seria um milagre que felizmente não vai acontecer.

Cá se fazem, cá se pagam! Não tenha duvidas, umas vezes mais cedo outras mais tarde, mas ninguém escapa aos olhos de Deus!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: re   Qua 5 Dez - 9:40:17

Afinal as coisas começam a estar mais activas do que supunha, um Prof. da Universidade Católica publicou no seu blog, uma pequena nota a exaltar SAR. D. Maria Pia http://renatocarrasquinho.blogspot.com/

O Duarte se tivesse vergonha fazia como o Prof. Nuno Cardoso da Silva lhe sugeriu tantas vezes. Saia de cena e evitava a humilhação publica de ser desmascarado.

Mas como é apatetado e pensa que tem o rei na barriga, vamos assistir ao espetaculo deprimente do fim do Duarte que vai ficar sem Pio.


Se fosse uma monarquia...
"Esta seria uma monarquia completamente liberal e, mais do que liberal, moderna. Eu creio que Portugal, com Monarquia ou com o que quer que seja, tem que ir para diante sendo aquilo que sempre foi: o exemplo da Europa! Mesmo que o reduzam a muito pequenino: não se esqueçam que os países pequeninos são os mais ricos da Europa, hoje em dia, e os mais independentes. É essa independência, absoluta, que eu desejo para Portugal, e uma prosperidade, absoluta; também desejo para Portugal é que eles [a população] vivam felizes, que eles vivam despreocupados, que eles vivam com aquela alegria que se pode viver – e que se vive – para além das fronteiras de Portugal."

D. Maria Pia de Saxe Coburgo Bragança
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
diogo
Capitão de Fragata
Capitão de Fragata


Número de Mensagens : 14
Idade : 41
Data de inscrição : 30/08/2007

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Qua 5 Dez - 17:05:03

Caro Valdez,

Espero que não se tenha ofendido com a minha pequena provocação.

Um abraço amigo
Diogo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://monarquico.blogspot.com/
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: re   Qua 5 Dez - 17:36:06

Caro Diogo,

Já passei a idade das susceptibilidades, de forma que hoje em dia só as mentiras me ofendem. As perguntas não!

Bem haja, Valdez
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Qua 5 Dez - 23:05:21

Diogo Ventura escreveu:
Caro Pedro Reis
Não há muito tempo o Sr. Prof Dr. Nuno Cardoso ,informou , que por este andar e com este tipo de linguagem o Forum ficaria "ás moscas" .
A prova está á vista .
Quaze ninguém aquí partecipa devido á "linguagem" provocatória ,que já não sei se são clones ou não,mas parece que sim .LOL
Bem Haja Wink

Pois acredito que sim, no entanto entre um ou outro, dos gatos pingados, há sempre quem mande uns bitaites e duma forma diária.

Eu neste momento não passo tempo suficiente em Portugal para dar a assistência que o forúm merece, por isso vou deixando andar.

Pelo que tive a ver das estatísticas do forúm, aqui padece-se da depressão do Outono, por isso mais 2 mesitos e isto arrebita. Não querendo com isto dizer que o teor dos posts se altere!

Um Abraço
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Grande bronca...escandalo ao mais alto nível   Hoje à(s) 11:30:13

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Grande bronca...escandalo ao mais alto nível
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» Ajuda na compra de Biotina 1000mcg ou mais!
» "Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro". Que isso quer dizer?
» O Crente de barba e o Crente sem barba ,quais dos dois é mais santo ??
» CCB Jandira está em grande crescimento na região de Curitiba, Estado de Paraná
» Filho de Ançião de campo grande ms é assassinado

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MONARQUIA TRADICIONAL :: GERAL-
Ir para: