MONARQUIA TRADICIONAL

Nós seremos livres, nosso rei será livre, nossas mãos nos libertarão
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Despenalização do aborto

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3 ... 7 ... 14  Seguinte
AutorMensagem
Ana Rita Bivar
Almirante Tri-Tirocinado
Almirante Tri-Tirocinado


Feminino
Número de Mensagens : 191
Local/Origem: : Alentejo profundo
Data de inscrição : 13/02/2006

MensagemAssunto: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 15:25:41

silent


Última edição por em Qua 14 Fev - 7:18:08, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://raizdepedra.blogspot.com
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 15:45:20

Cara Ana Rita

Como dizia Ghandi " Um não dito com convicção é melhor e mais importante que um sim dito meramente para agradar, ou,pior ainda, para evitar complicações."

Eu estou bastante convicto do NÃO que vou dizer em Fevereiro, pois não quero ser cumplice de futuros ASSASSINATOS.

E a Ana Rita? Qual a sua posição?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 15:48:39

Citação :
CORAGEM?

Falemos de coragem. Mas da coragem das mulheres que optaram em ter os seus filhos contra tudo e contra todos.

Exacto, é preciso ter CORAGEM para ter um filho em determinadas circunstâncias.

Leia este texto Ana Rita


Os Olhos Azuis da minha Irmã


Jaime Bilbao
In Destak - 03/11/2006



No último Prós e Contras, a eurodeputada Edite Estrela considerou que o aborto poderia ser legítimo, caso a mãe descobrisse que a criança era portadora de trissomia 21.



Eu tenho uma irmã com olhos azuis. Chama-se Mónica, tem 22 anos e tirou o curso profissional de Serviços Básicos de Hospitalidade.



Trabalha hoje numa pastelaria de Lisboa. Os olhos dela são lindos e ela é educada, feminina, anda sempre perfumada...



A Mónica é a minha irmã e irmã de mais três. Gostamos muito dela e ela é muito feliz. Dá unidade à família, está atenta sempre a todos e a cada um.



A sra. eurodeputada não tem os olhos azuis mas tem uns olhos tão bonitos como os da Mónica. Tem os talentos e as virtudes de avó e de mãe. E tem dificuldades; certamente também chora e se alegra, é mais uma das pessoas deste nosso planeta que acorda todas as manhãs e lava os dentes.



De certeza que já viu um pobre na rua e lhe estendeu a mão direita (a esquerda) ou as duas, ou olhou para uma prostituta e sentiu pena. De certeza que já ajudou alguém em apuros.



Gostávamos que viesse a nossa casa, provasse os muffins que a Mónica faz e visse o gosto com que ela põe a mesa. E descobrisse que esta menina de olhos azuis tem... trissomia 21.



E ficaria bem contente por ela ter nascido. Tal como nós. Tal como qualquer pessoa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 15:59:58

Li há tempos que a mãe da Joana foi presa por ter morto a filha.Parece que a principal razão dada pela mãe, foi a de que não tinha condições financeiras para criar a filha com o mínimo de dignidade.Quando analisamos as condições em que querem despenalizar o aborto vem-me logo à ideia que a única diferença entre um aborto até ás 10 semanas de gravidez (quem sabe 16 pelo novo diploma que nos querem esconder) e o que a desgraçada (no sentido de coitada) da mãe da Joana fez, é que no segundo caso já tínhamos visto a cara da Joana. O não conhecermos ainda a criança torna mais fácil tomar esta decisão de matar... afinal, como diz o povo "Longe da vista longe do coração!".
Deixemo-nos de hipocrisias e convençamo-nos de que o aborto é MATAR CRIANÇAS INOCENTES!
O que é permitido a uma mulher, é poder não engravidar numa relação sexual. Mas agora dar-lhe, por opção unicamente sua, a hipótese de assassinar uma criança inocente sem se ouvir sequer o pai, é uma coisa inacreditável!Às dez semanas o coração bate, já se vislumbram quase todas as formas do corpo... dizer que este ser não é auto-suficiente como desculpa para o aborto? Que necessita da mãe para sobreviver? E então um bebé recém-nascido ou com um, dois três ou quatro anos? Não é ele também dependente da mãe?Deixemo-nos de ilusões! Há mães sem filhos, desejosas que Deus lhes conceda esse milagre que é a Vida! Muitas delas desejosas de adoptar um filho de outros. Existem soluções para quem não pode criar os seus filhos. Há que arranjar soluções que não a morte.HÁ QUE LUTAR PELA VIDA
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 16:47:15

Ana Rita Bivar escreveu:
Caros participantes,

Parece-me importante e oportuno lançar este debate, espero que adiram á discussão e não tomem a actitude primitiva, de considerar este tema uma conversa de mulheres ou um problema secundário nos assuntos da nação.

Estou totalmente de acordo com a amiga, embora ache que o tópico não devesse ficar inserido na actual secção, mas numa geral. Afinal não se pode dizer que o Aborto seja uma questão política, excepto se se quiser estudar a possibilidade de uma tomada de posição por parte do Movimento Monárquico.

Ana Rita Bivar escreveu:
Caro Iznoguud,

Citação :
Eu voto SIM. Tenhamos a coragem de ser CONTRA a criminalização da Mulher.

Gostaria, se possivel que especifica-se melhor as suas razões.

Passarei a citar excertos de posts meus no fórum política-monárquica, de modo a simplificar a apresentação.

Em relação ao Aborto/Eutanásia:
Citação :
Sou igualmente a favor de ambas.

Creio que os Governos deveriam promover políticas a favor da Natalidade.

Mas de igual modo, deve permitir que sejam os Pais a decidir SE querem ou não ter filhos.

Creio que SE um casal não tem possibilidades económicas para ter mais filhos, que seja livre de poder abortar, a título de exemplo.
E não aceito a ideia do, "...pode ser dado para adopção...", pois de crianças por adoptar está Portugal cheio e não vejo o número destas a diminuir mas sim a aumentar.

Quanto à Eutanásia... SE somos Seres Humanos, ao menos que tenhamos a possibilidade de dignamente optarmos como queremos viver a nossa vida.
Já nos permitem muita coisa, muitas escolhas.
Qual é o problema de mais esta escolha?

Não sou adepto do suicídio como forma de "fuga" a um problema, mas sim quando esta é a forma de se manter uma réstia de dignidade quando tudo o mais já perdeu o seu lustro e só nos resta sofrer.

Leia os tópicos sobre o aborto nos fóruns Politica-monárquica ou no agora democracia-real. Lá encontrará muitas opiniões, entre elas diversos posts meus. Ou se quiser transcrevê-los-ei para aqui quando puder.

Ana Rita Bivar escreveu:
CORAGEM?

Falemos de coragem. Mas da coragem das mulheres que optaram em ter os seus filhos contra tudo e contra todos.

Isso é ser-se preconceituoso, cara amiga.
A amiga pelas suas palavras, assim como através do exemplo muito bonito que o amigo JTMB apresenta aqui e já apresentou noutros fóruns, dão a entender que APENAS há coragem por parte de aqueles que optam por seguir em frente mesmo sabendo que as adversidades são grandes.

Eu não penso assim.
Coragem, há nos dois campos. Tanto nos que optam por seguir em frente, como nos que optam por parar.
Não ponho em causa a coragem dos pais que optam por seguir com uma gravidez a bom termo, mesmo sabendo que o seu filho sofrerão para sempre de um qualquer mal que os impeça de se integrarem totalmente na sociedade.
De igual modo não ponho em causa a coragem dos pais, que mesmo querendo um filho optam por abortar precisamente para que o seu filho não tenha de passar pelas situações que muitas vezes acontecem aqueles que precisam de cuidados especiais e a quem a família falta (eventualmente e por norma irá faltar não?).

Eu vejo coragem em ambas as situações... a amiga, pelo que se depreende das suas palaras, parece-me que não.

Sim, não posso falar à "boca cheia", como se costuma dizer, por não ter exemplos pessoais da minha família para dar.
Mas já falei com a minha companheira sobre este assunto e ficou acordado entre ambos que a se descobrir uma doença congénita ou qualquer outra malformação numa qualquer gravidez que tenhamos, que se abortará. Se outros mesmo sabendo optam por seguir em frente, esse será o caminho que escolheram, tiveram a oportunidade de o escolher e a coragem/vontade de o trilhar. Respeito-os por isso, mas eu não o escolheria.

Outra coisa TOTALMENTE diferente, é uma criança nascer com um qualquer defeito sem que antes se tivesse descoberto.
Aí ter-se-ia de fazer o melhor possível por modo a dar uma vida o mais normal ou correcta possível. Mas no entanto, já vemos tantas crianças a serem abandonadas e nem sequer têm qualquer problema, não que isso fosse alguma justificação, pois nunca o seria.

Um abraço,

IzNo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 16:53:58

lol eu e o amigo JTMB entramos sempre em choque quando falamos dos nossos pontos de vista em relação a questões de ordem social Wink

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Li há tempos que a mãe da Joana foi presa por ter morto a filha.Parece que a principal razão dada pela mãe, foi a de que não tinha condições financeiras para criar a filha com o mínimo de dignidade.Quando analisamos as condições em que querem despenalizar o aborto vem-me logo à ideia que a única diferença entre um aborto até ás 10 semanas de gravidez (quem sabe 16 pelo novo diploma que nos querem esconder) e o que a desgraçada (no sentido de coitada) da mãe da Joana fez, é que no segundo caso já tínhamos visto a cara da Joana. O não conhecermos ainda a criança torna mais fácil tomar esta decisão de matar... afinal, como diz o povo "Longe da vista longe do coração!".

lol o amigo tem a tendência de misturar alhos com bugalhos Wink
Não leve a mal a forma como me estou a expressar, mas já sei que o amigo gosta de respostas fortes Smile

Ora veja lá bem:

1º A Joana já tinha nascido? e um feto/embrião já?

A Joana já tinha nascido, logo já era um Ser Humano TOTALMENTE formado, quanto muito faltaria ao mesmo era "amadurecer" situação que acontece durante alguns anos.
Já um feto/embrião é APENAS um Ser Humano em Hipótese. SE sobreviver à gestação então será um Ser Humano de Facto.

Há diferença caro amigo.

Não posso neste momento acabar o meu raciocíno, mas prometo que o acabarei assim que puder.

IzNo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 17:32:41

Citação :
A Joana já tinha nascido, logo já era um Ser Humano TOTALMENTE formado, quanto muito faltaria ao mesmo era "amadurecer" situação que acontece durante alguns anos.
Já um feto/embrião é APENAS um Ser Humano em Hipótese. SE sobreviver à gestação então será um Ser Humano de Facto.


Oh IzNo

Não esperava TANTA ignorância...


Ecografia com 9 semanas

10 semanas

Se isto não é um ser vivo.... Se matar um inocente destes não é um ASSASSINIO... Então o que é um ASSASSINIO?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: RE   Ter 9 Jan - 18:27:29

Caros amigos,

Não tenho estado muito atento à TV, mas se não me falha a memória, parece que o referendo é sobre e liberdade de se fazer abortos como metodo de planeamento familiar.

Se é isto vou votar contra.

Se é para discriminalizar as mulheres que recorrem ao aborto, evitando que sejam penalizadas por tal prática, vou votar a favor.

Já basta a terrivél circunstancia de uma mulher ter de recorrer a tal prática, muitas vezes devido a problemas familiares, financeiros, etc. Como ainda estarem sujeitas a irem presas.

Considero ainda que a Igreja antes de falar, (e tem todo o direito de o fazer), deveria fazer uma meia culpa e pedir desculpa em nome dos seus membros que ao longo de séculos, recorreram ao aborto e ao infanticidio, para esconder dos olhos do mundo a actividade sexual das freiras (e dos padres) enclausuradas nos conventos contra vontade e contra natura.

É publico os casos de ossadas de bebés emparedadas e enterradas em conventos.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
Ana Rita Bivar
Almirante Tri-Tirocinado
Almirante Tri-Tirocinado


Feminino
Número de Mensagens : 191
Local/Origem: : Alentejo profundo
Data de inscrição : 13/02/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Ter 9 Jan - 23:24:04

silent


Última edição por em Qua 14 Fev - 7:19:09, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://raizdepedra.blogspot.com
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 1:48:22

Eu vou votar na abstenção, por vários motivos:

1- Reconheço o direito de cada mulher determinar o que fazer com o seu corpo;
2- Se fosse uma mulher não abortaria, mas não me ia sentir no direito de impedir que outras o façam;
3- Fazem-se abortos nas mais diversas condições e por tal favorecer o não ou o sim é meramente uma questão de semântica;
4- A Lei é sexista e retira-me o direito de intervir enquanto homem na decisão de levar ou não a termo uma gravidês;
5- Se a minha opinião não é tida nem achada na decisão de levar a termo uma gravidês, não tenho que que tomar parte ou não numa pergunta que não me diz respeito.

O que eu gostava mesmo era ter 100% dos homens deste país a absterem-se, de forma a demonstrarem o quanto estamos excluídos do assunto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Ana Rita Bivar
Almirante Tri-Tirocinado
Almirante Tri-Tirocinado


Feminino
Número de Mensagens : 191
Local/Origem: : Alentejo profundo
Data de inscrição : 13/02/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 2:27:49

silent


Última edição por em Qua 14 Fev - 7:20:00, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://raizdepedra.blogspot.com
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 3:39:02

Certamente. Total e completamente de acordo.

Será criminalizando as mulheres que se consegue diminuir os abortos de vão de escada? Não.

Se criminalizamos um violador devemos também criminalizar a vítima por querer fazer um aborto? Mas não é também uma vida que está lá dentro, ainda que concebida contra-vontade? Aparentemente não.

Se a contra-vontade é válida numas circunstâncias já não é nas outras, ditas acidentais? Não.

É com 25€/mês de abono de família que se cria uma criança? Não

É retirar o pouco da boca dos filhos vivos, para dar a um futuro potencial que se aumenta a qualidade de vida duma qualquer família carenciada? Não

Temos forma de evitar o aborto? Não

Ana Rita eu sou contra o aborto e Deus já me castigou com 2 naturais, não há nada que eu mais queira que uma criança, invejo e repugna-me quem as manda fora, quando eu não estou a conseguir tê-las, mas "eles" não são "eu" e eu nada sei da vida deles. Não acredito que alguém tome uma decisão destas de ânimo leve. Só me resta resignar e não moralizar.

P.S. Esqueci-me de referir que antes da 23ª semana um feto não tem viabilidade fora do útero. O que muitos consideram uma vida independente, em biologia é considerado um ser "parasita", na plena definição da relação biológica.

Se é ético ou não, não me cabe a mim decidir. O que sei é que quanto mais radicalizamos e proibimos menos resolução damos ao problema e os exemplos contrários são bem patentes.

A Holanda é o país mais liberal neste aspecto, é o que menor taxa de aborto apresenta, é um dos países onde a virgindade é perdida mais tarde e o país com a menor ocorrência de gravidês juvenil. Falo a nível mundial!!

Em contra-partida é o país em que os pais mais falam de sexo aos filhos, é o país com disciplinas de educação sexual desde a primária, onde os meios de contracepção são gratuítos e onde fazer sexo é quase tão natural como andar de bicicleta. O que acho extremamente curioso é que míudas de 17 anos com quem falei sobre este tema me dissessem na cara que eram virgens porque ainda não tinham encontrado o "tal" e isso nem sequer era um problema, como quem conta o episódio da Floribella do dia anterior.....temos muito a aprender.


Última edição por em Qua 10 Jan - 4:16:10, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:08:02

Caros amigos

Este é o meu primeiro post neste fórum e neste tópico,pois como mulher não podia ficar indiferente ao que aqui se estava a debater,já tenho dado a minha opinião noutros fóruns e por isso,talvez já saibam qual é o meu pensar sobre este tema.

Sou a favor da Interrupção Voluntária da Gravidez (IVG) e neste caso de Referendo na Descriminalização do Aborto.E sou-o com verdadeiro conhecimento de causa,pois sou mãe de três filhos já adultos e para que também conste,sei o que é a perda de entes queridos muito chegados e alguns ainda na infância,se é que isto tem algum interesse para este tema.

Mas,não é disso que estamos a discutir neste tópico,embora veja um grande apelo ao sentimento,com cartas e até com imagens para dar mais impacto ao debate.Todos nós mais ou menos já temos conhecimento do que é ou como é um embrião/feto...cont
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:26:53

...cont

Vamos então começar por falar de Coragem!

Coragem de se ser Mulher e não mulher hoje em dia,numa sociedade fria e cruel na qual,nem as próprias se respeitam e consideram entre si,aqui estamos abaixo dos homens,que são mais unidos entre si.

Coragem de afrontar no seu momento de maior solidão,no qual tem de escolher ,muitas vezes sem companheiro,entre ter mais ou menos uma boca para alimentar e educar,ter uma sociedade inteira contra ela,sociedade essa que nunca lhe deu o mínimo para ter uma vida com dignidade e que só a acusa a ela,pois,se por acaso tem companheiro que assuma a situação,enfim,ele é um coitado que não tem culpa de nada e isto é se ele assume,pois há as que nem ao ombro do companheiro se podem encostar,pois este pura e simplesmente desapareceu.Culpados são sempre os dois em igualdade de circunstâncias.

Coragem é preciso e muita,para se viver com a carestia de vida,com o desemprego e todas as demais misérias em que estamos cada vez mais afundados e ainda há o apelo à maternidade?Onde é que estão os apoios e incentivos do Estado?Se vivêssemos numa sociedade mais próspera acredito que não haveria tantos abortos,pois ninguém os faz por gosto ou prazer.

Coragem também,para abortar quando se sabe que há malformação do feto,ou por acaso a sociedadetem centros capazes e com capacidade para ficar com essas mesmas pessoas?Ou achamos que somos eternos,ou então,que a família ou os irmãos,se os houver,tomam conta dessa pessoa quando nós pais,já cá não estivermos,eu chamo a isso egoísmo,só para ficar bem na fotografia social...cont


Última edição por em Qua 10 Jan - 4:53:30, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:28:46

Seja bem vinda Beladona.

Desde já o meu voto de apoio e consideração por ser mãe e de 3 rebentos, coisa não só incomum como quase merecedora de uma Comenda de Honra e Distinção.

Se há coisa que eu adoro é passar as festividades com 28 pessoas e só lamento que as famílias Portuguesas não tenham capacidade para ter 3, 4, 5....20 filhos.

Mas se há famílias que mal conseguem alimentar 1, não será esta questão do aborto o menor de vários males? Ajude-me aqui que isto parece que se vai complicar!

Um bem haja
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:37:03

...cont.

Tive em tempos,tanto no Ultramar como já cá,o privilégio de contactar com deficientes das forças armadas,com os quais aprendi grandes lições de vida e uma delas é o direito que lhes era negado pela sociedade a alguns deles,de morrerem com dignidade,pois tinham plena noção dos encargos e pezadêlos que eram para a família,já para não falar do pezadêlo que era para eles tanto a vida,como o sofrimento físico.

Note-se que não estou a falar em desigualdade de direitos,todos,depois do nascimento temos o direito à vida com saúde,dignidade,a ser amados,desejados e estimados,independentemente de raças,culturas,credos e por aí fora.

Não falo aqui nos abortos praticados nas classes mais altas (socialmente) pois esses "não existem",são praticados no recato de Clínicas Privadas no estrangeiro...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:43:52

Caro Pedro Reis

Muito obrigada pelos seus amáveis cumprimentos,já me estou a sentir em casa.

Tenho todo o gosto em o apoiar,mas noto que o amigo se tem safado muito bem.

Um bem haja da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 4:43:55

Ia trocar a ordem dos posts para não interromper os seus, mas antecipou-se-me!!

Puxe duma cadeira e estenda as pernas, havemos de ter por aí umas almofadas algures!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 5:00:41

Caro amigo

Não há problema.

Mais uma vez,muito obrigada pelo acolhimento e atenção.

Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:00:27

Caros Amigos

Acho a maior graça a que uma mulher casada no regime de comunhão de adquiridos precisa do consentimento do marido para vender a casa ou o carro, mas para se desfazer de um filho não precisa de qualquer consentimento do maridoLamento que, se o «sim» vencer, o que não vai acontecer, o direito passe a tratar melhor as coisas do que os seres humanos.

muito feliz muito feliz muito feliz muito feliz muito feliz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:03:12

Caros Amigos


Percebi que ninguém contesta que os seres humanos têm direitos morais, a começar pelo direito a existirem, mas há quem questione se os fetos até às 10 semanas de vida serão “humanos”. Qual a alternativa: bichos? Talvez. Mas muitos dos que garantem que um feto em gestação não tem direitos morais porque ainda não é humano, também garantem que os bichos têm direitos morais, designadamente o direito a existirem e a não suportarem sofrimento provocado por acções humanas. Cães, porcos, gatos e até ratinhos têm “direitos” que se pretendem negar a um feto nas primeiras semanas de existência. A revelação de que terei sido sub-bicho na etapa inicial da minha vida deixou-me confuso. Foi então que começaram as dores de cabeça.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:08:01

O Ministro Correia de Campos assegurou que em nenhum caso o SNS efectuará um aborto a uma mulher que não se queira identificar. Lá se vai o argumento da vergonha social, que foi sempre um dos motivos principais do recurso ao aborto clandestino. No entanto, descansa-nos o Ministro, o estado não imporá semelhante regra às clínicas privadas, às quais poderá recorrer quem se quiser manter no anonimato. E, assim, lá se vão os argumentos da igualdade e da luta de classes. Se és rica e não queres que se saiba, vais à clínica. Se és pobre e não queres que se saiba, vais ao vão de escada. A inutilidade deste referendo surpreende-me crescente e ostensivamente a cada dia que passa.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:10:06

CAPÍTULO II (Do Código Penal)

Dos crimes contra a vida intra-uterina

Artigo 140º

Aborto

1 - Quem, por qualquer meio e sem consentimento da mulher grávida, a fizer abortar é punido com pena de prisão de 2 a 8 anos.

2 - Quem, por qualquer meio e com consentimento da mulher grávida, a fizer abortar é punido com pena de prisão até 3 anos.

3 - A mulher grávida que der consentimento ao aborto praticado por terceiro, ou que, por facto próprio ou alheio, se fizer abortar, é punida com pena de prisão até 3 anos.

Artigo 141º

Aborto agravado

1 - Quando do aborto ou dos meios empregados resultar a morte ou uma ofensa à integridade física grave da mulher grávida, os limites da pena aplicável àquele que a fizer abortar são aumentados de um terço.

2 - A agravação é igualmente aplicável ao agente que se dedicar habitualmente à prática de aborto punível nos termos dos nºs 1 ou 2 do artigo anterior ou o realizar com intenção lucrativa.

Artigo 142º

Interrupção da gravidez não punível

1 - Não é punível a interrupção da gravidez efectuada por médico, ou sob a sua direcção, em estabelecimento de saúde oficial ou oficialmente reconhecido e com o consentimento da mulher grávida, quando, segundo o estado dos conhecimentos e da experiência da medicina:

a) Constituir o único meio de remover perigo de morte ou de grave e irreversível lesão para o corpo ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida;

b) Se mostrar indicada para evitar perigo de morte ou de grave e duradoura lesão para o corpo ou para a saúde física ou psíquica da mulher grávida e for realizada nas primeiras 12 semanas de gravidez;

c) Houver seguros motivos para prever que o nascituro virá a sofrer, de forma incurável, de grave doença ou malformação congénita, e for realizada nas primeiras 24 semanas de gravidez, comprovadas ecograficamente ou por outro meio adequado de acordo com as leges artis, excepcionando-se as situações de fetos inviáveis, caso em que a interrupção poderá ser praticada a todo o tempo;

d) A gravidez tenha resultado de crime contra a liberdade e autodeterminação sexual e a interrupção for realizada nas primeiras 16 semanas.

2 - A verificação das circunstâncias que tornam não punível a interrupção da gravidez é certificada em atestado médico, escrito e assinado antes da intervenção por médico diferente daquele por quem, ou sob cuja direcção, a interrupção é realizada.

3 - O consentimento é prestado:

a) Em documento assinado pela mulher grávida ou a seu rogo e, sempre que possível, com a antecedência mínima de 3 dias relativamente à data da intervenção; ou

b) No caso de a mulher grávida ser menor de 16 anos ou psiquicamente incapaz, respectiva e sucessivamente, conforme os casos, pelo representante legal, por ascendente ou descendente ou, na sua falta, por quaisquer parentes da linha colateral.

4 - Se não for possível obter o consentimento nos termos do número anterior e a efectivação da interrupção da gravidez se revestir de urgência, o médico decide em consciência face à situação, socorrendo-se, sempre que possível, do parecer de outro ou outros médicos.

Vejo pouca gente, de um e do outro lado, interessada em olhar com atenção para a lei em vigor. Por razões que não vêm ao caso, estive a ler e a reler o famoso artigo 142º do Código Penal. Coloquei-o aqui na sua inserção legal, ou seja, no capítulo a que pertence na respectiva economia textual: "dos crimes contra a vida uterina". Apenas duas ou três observações. O aborto é um crime e assim continuará após o resultado do referendo de 11 de Fevereiro, independentemente desse resultado. Depois, a alínea a) do número 1 do art.º 142º é o que se pode chamar uma "claúsula aberta", tão aberta que serve perfeitamente em Espanha, não se entendendo - eu não entendo - por que é que não serve cá. Como há quem entenda que não serve para as portuguesas, passa-se pois directamente - é esse o sentido da pergunta do referendo - para a tentativa manhosa da liberalização total do aborto, desde que efectuado até às primeiras dez semanas de gestação. Dar-se-á o caso de as mulheres espanholas serem mais "oprimidas" do que as mulheres portuguesas nesta matéria? Não consta que, em Espanha, se queixem. Pelo contrário. As prioridades do SNS passam por coisas bem diferentes do que o aborto, nomeadamente por criar as condições para que as normas que registei acima sejam aplicadas, sem complexos, sempre que seja necessário. Não é preciso mais nada. Defender o "sim", neste claríssimo contexto legal, sobretudo no da alínea a) do nº 1 do art. 142º, é mera afirmação politica de um "sim porque sim".
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:18:54

O TERROR DOS BÉBÉS





Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Qua 10 Jan - 11:20:57

SERÁ QUE É ESTE O CAMINHO QUE OS DEFENSORES DO SIM QUEREM???????




NÃO CONTEM COMIGO
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Despenalização do aborto   Hoje à(s) 11:27:58

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Despenalização do aborto
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 14Ir à página : 1, 2, 3 ... 7 ... 14  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Irmão Lourival, fiquei muito curioso em saber sua opinião: quem conhece e pratica o Evangelho de Cristo pode ser a favor do aborto, assim como 76% da IURD?
» Aborto e Canibalismo, tudo a ver. Então entendi... Aborto, fim da Fome, dinheiro no bolso, etc... e o Diabo ganhando espaço.
» O empresário e pró-abortista Bispo Edir Macedo estaria comprando um Hospital. Será que é para fazer Aborto?
» Mulher gera bebê fora do útero e criança sobrevive Embora a gestação tenha colocado mãe e filha em risco de morte, a grávida se recusou a fazer um aborto

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MONARQUIA TRADICIONAL :: GERAL-
Ir para: