MONARQUIA TRADICIONAL

Nós seremos livres, nosso rei será livre, nossas mãos nos libertarão
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 Novo Partido

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
AutorMensagem
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Qui 26 Jul - 10:28:09

Câmara escreveu:
E que tal um novo partido monárquico que não apoie nenhum pretendente? Que na sua ideologia diga que o rei teria de ser escolhido em cortes ou referendo aquando da restauração? Para além de poder unir todos os monárquicos ainda poderia anular com a ideia do referendo a argumentação republicana de "democracia".

Um Partido Monárquico tem de apoiar essencialmente a Monarquia, e não pretendentes. Tem de ter ideologia, e doutrina que é o que tem faltado. Penso que a Questão Real aqui publicada é uma boa base de trabalho para os principios doutrinários de um futuro Partido Monárquico. O papel do Pretendente é estar disponivel para servir o País quando para tal fôr chamado pelos Portugueses. A minha duvida é se estamos preparados (mentalizados) para uma mudança tão radical. Mas como as soluções actuais estão gastas, penso que as pessoas estão a começar a sentir a necessidade de ensaiar uma nova fórmula que lhes permita atingir outros objectivos. Temos estado até aqui comodamente sentados à espera que os Governos resolvam os nossos problemas. É altura de mudar de atitude e levantarmo-nos para procurar em conjunto novas soluções.

Um abc

ZT
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Qui 26 Jul - 19:58:23

Não me parece que seja necessário mais um partido político e muito menos monárquico.

O que acho que se deve realmente fazer, é organizar anualmente um Congresso da "Unidade Monárquica" para que os diversos movimentos monárquicos ou organizações monárquicas, nomeadamente os seus representantes, façam um balanço do que já fizeram e criem estratégias novas para o futuro. Isto sim, acho que faria sentido.

E aqui, meus amigos, no que toca à Sucessão Dinástica, cada um defende quem defende. O que mais conta, é a União dos Monárquicos para a Monarquia em Portugal.

Abraço.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RBaltazar
Vice-Almirante
Vice-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 99
Local/Origem: : Torres Vedras
Data de inscrição : 02/01/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sex 27 Jul - 22:17:04

Citação :
Não me parece que seja necessário mais um partido político e muito menos monárquico.

O que acho que se deve realmente fazer, é organizar anualmente um Congresso da "Unidade Monárquica" para que os diversos movimentos monárquicos ou organizações monárquicas, nomeadamente os seus representantes, façam um balanço do que já fizeram e criem estratégias novas para o futuro. Isto sim, acho que faria sentido.

E aqui, meus amigos, no que toca à Sucessão Dinástica, cada um defende quem defende. O que mais conta, é a União dos Monárquicos para a Monarquia em Portugal.

Abraço.


Isso é que não me parece que seja necessário! Quere-se acção, na inércia já todos andamos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jmt.com.sapo.pt
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 1:20:43

RBaltazar escreveu:
Citação :
Não me parece que seja necessário mais um partido político e muito menos monárquico.

O que acho que se deve realmente fazer, é organizar anualmente um Congresso da "Unidade Monárquica" para que os diversos movimentos monárquicos ou organizações monárquicas, nomeadamente os seus representantes, façam um balanço do que já fizeram e criem estratégias novas para o futuro. Isto sim, acho que faria sentido.

E aqui, meus amigos, no que toca à Sucessão Dinástica, cada um defende quem defende. O que mais conta, é a União dos Monárquicos para a Monarquia em Portugal.

Abraço.


Isso é que não me parece que seja necessário! Quere-se acção, na inércia já todos andamos!

E para quê mais um partido? Já há poucos em Portugal não é? Para ter os resultados que tem certos partidos "da segunda divisão", nem vale a pena.

Mais vale um movimento cívico bem sucedido e com gente capaz de fazer mexer as coisas a olhos vistos da opinião publica em geral. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 2:48:05

David Garcia escreveu:
E para quê mais um partido? Já há poucos em Portugal não é? Para ter os resultados que tem certos partidos "da segunda divisão", nem vale a pena.

Mais vale um movimento cívico bem sucedido e com gente capaz de fazer mexer as coisas a olhos vistos da opinião publica em geral. Wink

Meu caro, não queiras julgar todos pelas acções de alguns não é verdade.

Efectivamente se temos gente motivada e disposta a trabalhar por Portugal, então poderemos tentar capitalizar essa disponibilidade para servir os Portugueses sob a forma de um novo partido.

É claro que a afirmação de um novo partido não será fácil, mas a opção será tentarmos subir dentro dos partidos já existentes e todos sabemos o quão fácil isso é e a forma que por norma é usada dentro dos mesmos.
Poderemos igualmente tentar capitalizar o descontentamento dos Portugueses face aos actuais partidos.
Note-se que esse mesmo descontentamento seria imediatamente transposto igualmente para nós.
Não poderemos é recorrer à imagem da Monarquia como forma de nos distinguirmos, deveremos ser apenas um grupo de Portugueses com opiniões e visões próprias.

Já como monárquicos, deveremos então e em paralelo apresentar trabalho, de que cariz for, mas por favor nada de quermesses, regatas, corridas, transladações e outras festas de clube que só servem para passar a imagem errada dos monárquicos aos Portugueses.

Preconizo assim a necessidade de 2 movimentos, um político mas independente do Regime, que avançe em República com opções de governação e um não político mas de caracter civil e social que trabalhe em prol dos Portugueses, preferêncialmente os mais carenciados... um estilo de Rotary ou Lions, se preferirem uma imagem mais gráfica, mas com as devidas alterações.

Um abraço,

IzNoGuud

P.S. - David ainda não me respondeste ao meu último post e eu estava interessado numa resposta tua, de modo a todos ficarmos esclarecidos quanto ao que poderemos esperar de ti enquanto mais um para trabalhar em prol deste projecto que em conjunto estamos a elaborar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 17:12:13

Meu caro amigo, julgo que o meu seguinte artigo te poderá elucidar:

MONÁRQUICOS PORTUGUESES, UNI-VOS!

Carta aberta aos Monárquicos Portugueses


Caros Correlegionários,

Depois de uns momentos de reflexão entendi escrever esta carta, que considero, deveras importante para o futuro da Causa que todos abraçamos.

Uma coisa que aprendi com a crise que o FDR atravessou, foi que ninguém é mais monárquico que ninguém. Todos nós queremos e lutamos por um Portugal melhor. Sabemos que só poderá ser assim com a ajuda da Instituição Real.

Então porquê estas divisões absurdas? Tem a ver com a sucessão? Creio que já lá vai o tempo em os Monárquicos perdiam tempo a discutir o "sexo dos anjos", todos nós nos lembramos nestes ultimos 3 anos da tremendas discussões internáuticas sobre este assunto. E a que conclusões chegámos? E ao que chegámos? A nada! Porquê?

Porque cada Monárquico tem a sua forma de pensar. E isto leva-nos à Democracia Real! A Democracia Real é feita de diversidade de pensamento. Lá por fulano tal entender não concordar com o que eu concordo em termos de Sucessão Dinástica, não quer dizer que não seja um bom activo para lutarmos por Causas Comuns. E neste sentido, há tanto que falar. Há tanta estratégia a delínear!!! Para quê perder tempo com algo que só depois de se ter Monarquia irá ser resolvido?

Todos os que me conhecem, sabem que devo lealdade para com SAR o Senhor Dom Duarte, Duque de Bragança e jamais vou querer nesta carta aberta esquecer esta mesma Lealdade. Mas isto sou eu!

Conheço pessoas que não concordam comigo. Têm as suas opiniões. E não têm o direito de as ter porquê? Onde está o problema? Não defendemos, nós Monárquicos uma Democracia Real e Participativa?

Se assim é, considero fundamental os Monárquicos nesta fase crucial - 2007 a 2010 - darem as mãos e trabalharem todos em conjunto.

Proponho que anualmente se organize um Congresso de "Unidade Monárquica" em que todas as facções monárquicas participem e traçem uma estratégia e que ao fim de um ano, apresentem resultados.

Não basta o trabalho a ser desenvolvido na Internet. É preciso que os Monárquicos se dediquem a um projecto político viável. E aqui, relembro a fantástica participação de Monárquicos nas mais variadas candidaturas para a Câmara Municipal de Lisboa. E quem diz Lisboa, diz outros Concelhos de Portugal. Os Monárquicos Portugueses têm que se mexer e trabalhar em prol da Transição para a Monarquia.

Os Monárquicos Portugueses neste triénio têm que estar Unidos e não divididos. Unidos seremos fortes. Divididos não mostraremos sequer razões à Republica para alterar a Constituição de modo a que faça sentido haver um Referendo posteriormente!

Caros amigos,
Estou convencido que unidos conseguiremos a bom porto! Chega de olharmos para o nosso umbigo. Temos que ser todos um só! Portugal não pode esperar mais! A Republica está a cair a olhos vistos. Chegou a hora dos Monárquicos serem a verdadeira alternativa!

Viva a Monarquia!

-
E posteriormente escrevi o seguinte como esclarecimento:

Caros amigos,

Creio que não me fiz entender como devia de ser.

Vou tentar explicar o que quis dizer com a Carta Aberta aos Monárquicos Portugueses que escrevi ontém.

1.º - É firme o meu propósito que os Monárquicos devem estar unidos à volta do verdadeiro Chefe da Casa Real Portuguesa, sempre pensei assim e sempre pensarei;

2.º - É firme o meu propósito de deixar neste fórum (post retirado do FDR - Forum Democracia Real) participar pessoas que não concordem com o primeiro ponto, porque logicamente, não tenho o direito de censurar ninguém. O tempo da censura já lá vai há muito tempo;

3.º - Concordo obviamente quando se diz que a grande maioria dos Monárquicos está do lado do Senhor Dom Duarte e a grande maioria dos Portugueses reconhece Dom Duarte como o Legitimo Sucessor dos seus avós os Reis de Portugal;

4.º - É meu firme propósito que a união dos monárquicos devem ser não só à volta do Chefe da Casa Real mas em todo o tipo de estratégias a desenvolver em prol da Transição para a Monarquia.

5.º - É meu firme propósito defender que sem Dom Duarte de Bragança, jamais teremos uma Democracia a sério.

Bem hajam.

-
Qualquer dúvida, é só perguntar.

Abraço. Wink
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 17:17:33

ULTIMA NOTA:

Eu sei que muitos dos participantes poderão não concordar comigo. E têm todo o direito em não concordar.

Agora, considero muito importante que ao menos no que toca à Monarquia, estejamos de acordo.

Mas é óbvio que a maioria dos Monárquicos está do lado de Dom Duarte de Bragança, e nem podia ser de outra forma.

Isto é uma questão muito complexa e pode levantar muita poeira, mas estou convencido de que se os monárquicos definitivamente deixarem de olhar para o seu úmbigo, prestarão um melhor serviço a Portugal.

Saudações a todos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nuno Cardoso da Silva
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 389
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 19:04:50

Eu estava convencido de que havia dois factores que nos unem:

1º - A consciência de que Portugal precisa de uma Monarquia restaurada ou reinstaurada;

2º - O reconhecimento de que o primeiro Rei de uma Monarquia restaurada ou reinstaurada deverá ser designado em Cortes legítimas.

As preferências de cada um são as preferências de cada um. Não se tente fazer entrar pela janela aquilo que não entra pela porta. Aceites estes dois princípios, nada impede que trabalhemos em conjunto.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lobo
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 364
Idade : 40
Data de inscrição : 21/07/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 19:33:00

Reafirmo aqui o meu total acordo com os pontos expostos pelo Sr Nuno Cardoso da Silva
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
RBaltazar
Vice-Almirante
Vice-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 99
Local/Origem: : Torres Vedras
Data de inscrição : 02/01/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Sab 28 Jul - 19:51:45

Caro David Garcia,


As suas palavras são um pouco contraditórias!

"... que cada monárquico apoie o seu pretendente, mas viva SAR D. Duarte! ...e que os monárquicos se juntem todos à volta de D. Duarte!"

Aliás, bastante contraditórias!

Monarquia não significa D. Duarte, nem um monárquico significa duartista! Não sei se para alguma gente é assim tão dificil compreender que D. Duarte é apenas um mero pretendente como qualquer outro?!

Não sei se o David veio até aqui fazer-se passar por D. Sebastião, "MONÁRQUICOS PORTUGUESES, UNI-VOS!", os monárquicos não precisam da autorização de ninguém para fazer seja o que fôr, muitos de D. Duarte ou de algum apoiante seu. Quando a oportunidade chegar será feito o que tiver de ser feito! Não é preciso vir aqui alguém dizer-nos para dar-mos as mãos e lutarmos!

Se realmente quer uma "união", acho que devia pensar, o David e os outros, em deixar D. Duarte um pouco fora do palco! São tantas as vezes que o querem meter ao barulho, que qualquer um fica tonto!

Só será possível uma união, quando os monárquicos lutarem pela causa da Monarquia, e não pela causa de um pretendente!



Ruben Baltazar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jmt.com.sapo.pt
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: RE   Sab 28 Jul - 21:57:52

Sabemos que o cerco em volta de Duarte Pio se está a estrangular, o desespero em arranjar apoiantes é tal que já se fazem cavaleiros das ordens faz de conta por correspondencia.

Quero dizer ao David, aliás até lhe agradeço que una todos os actuais "monarquicos" em volta do seu chefe e amigo, esse será o melhor favor que pode fazer à monarquia, retirar essa gente toda do nosso caminho.

São os tais que salvo raras excepções não fizeram nada de politicamente válido em dezenas de anos, além de pavonearem titulos pelos salões da républica, viverem de algumas glórias dos seus antepassados e aparecerem nas revistas cor de rosa. Guarde-os todos para si. A gerencia agradece!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
encoberto
Comodoro
Comodoro


Masculino
Número de Mensagens : 40
Idade : 53
Local/Origem: : Vila Real
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 0:12:20

Tenho visto por aqui a recente questão de se encontrar um instrumento político para nos manifestarmos perante a sociedade.

Ao que me apercebi há uma ligeira indicação de que se deve criar um novo partido político. E que o futuro partido reconheça o Sr. Bragança como legítimo herdeiro com a justificação de que os portugueses já o reconheciam como tal.

Ora, parece-me que é despropositada a criação de um novo partido político, mesmo que se identifique, claramente ou não, com a Monarquia. Actualmente, somos um grupelho dos fóruns e não temos massa crítica para a criação de um novo partido. Não somos capazes de nos entendermos cá dentro, quanto mais lá fora, num confronto verbal aguerrido com republicanos coroados e com republicanos. Não quer isto dizer que esteja a favor da inactividade dos que por aqui se encontram. Nada disso. Desejo pôr-me à vossa disposição para que em conjunto trabalhemos num programa bem delineado, simples, que envolva poucos recursos e que seja de fácil avaliação.

Acredito que o projecto inicial traçado em Barcelos, deve ser posto em marcha. É simples, de fácil avaliação e permite muitos reajustamentos. Para isso só temos que definir o que queremos. E é aqui, que se encontra o ponto de viragem. Vejamos.

Há no meio de nós uns que se dizem monárquicos, mas que não passam de republicanos coroados. Este distinguir do trigo do joio, resume-se ao seguinte: enquanto uns dizem que a capacidade de computação aumenta se trocarmos o monitor, e os que o dizem já têm outro para colocar no mesmo lugar; outros, os monárquicos, dizem que a questão visual não aumenta a capacidade de computação e o que a faz aumentar é mesmo a mudança de hardware, principalmente placa-mãe com novo processador e as memórias, e acrescentam, “se trocarmos o monitor é porque será uma mais valia estética e não de desempenho do computador”. Esta comparação poderá ser equiparada ao facto do monitor ser a chefia de estado e o restante hardware ser o sistema.

Portanto, os que se sentem monárquicos, devem manter-se firmes e serem capazes de guerrearem-se primeiro com os republicanos coroados conseguindo fortalecer-se para depois se confrontarem com os republicanos. Caso contrário, se a estrutura englobar uma amálgama de fulanos que só têm em comum a aceitação dum rei, a confusão depressa se instala. Os monárquicos dizem uma coisa e os republicanos coroados dizem logo outra, porque têm diferentes concepções de monarquia e velocidades. Abreviando: “enquanto uns apertam o parafuso, os outros desapertam a porca”.

Lutemos aqui contra duas coisas: os DPianos e os republicanos coroados. Cada vez mais acredito nas palavras de António Souza-Cardoso (pai, e o filho parece que também já esta a ir pelo mesmo caminho) que escreveu um interessante artigo que se encontra no site da AMT, onde diz claramente que não interessa a união entre republicanos coroados e monárquicos.

Quanto ao PPM, não via com maus olhos um restling do actual PPM. Este mostrou abertura a negociações que conduzissem a uma mudança de estatutos, onde inclusive se manifestasse que não apoiavam nenhum pretendente, mais claramente DP, e a uma junção da linha programática do PPM com a AMT. Além disso, colocar umas iniciais à frente do PPM como prova desse restling. Ora, vejo algumas vantagens nesse exequível facto.

1º o PPM quer se goste quer não, quer se vote quer não, é um partido instituído com reconhecimento nacional. Toda a gente o identifica como o partido monárquico (ao contrário de DP que nem toda a gente o identifica como Herdeiro).
2º tem máquina lubrificada, funciona, tem sede e corpos dirigentes.
3º está limpo de DPianos, com excepção de Miguel Pignatelli.
4º está receptivo a nova gente que sinta que Portugal ainda se há-de resgatar da Plutocracia. Acredita na prata da casa em oposição dos restantes partidos que são máquinas oligárquicas.
5º poupava-nos esforços (tempo, assinaturas e dinheiro) e está pronto a utilizar.

Se o caminho é ter um instrumento político, o PPM com um restling, incluindo duas a três iniciais à frente de PPM, como o fizeram outros partidos, poderia ser um veículo para a nossa manifestação política. Poderíamos sugerir à frente de PPM, por exemplo: AMT-Aliança Monárquica Tradicionalista; AM-Aliança Monárquica; AR-Aliança Real; CM-Convergência Monárquica (que já existiu); MCM-Movimento Cívico Monárquico; MM-Movimento Monarchia (ler monarkia) ou Movimento Monoarchie (ler mono árki). Quanto ao emblema actual (psi) poderia ser-lhe acrescentada uma coroa estilizada.

Quanto a meter DP neste assunto… só atrapalha. Já bastam as tentativas de sabotar o PPM e a última foi mesmo mandar um submarino (Dr. Augusto Ferreira do Amaral) para o rebentar por dentro.

Quero só acrescentar mais uma coisa. Concordo o Valdez. Este Regime pode estourar com pouca coisa, basta só saber onde estão os tomates... os deles e os nossos.

Joaquim Filipe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://amt.no.sapo.pt
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 1:19:12

David Garcia escreveu:
Meu caro amigo, julgo que o meu seguinte artigo te poderá elucidar...

Caro David, li com toda a atenção o que escreveste, mas não foi isso que te pedi e desculpa insistir, mas eu pedi um "sim" ou "não" e isso foi coisa que tu não me disseste ainda.

Continuarei a aguardar.

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 1:22:24

Nuno Cardoso da Silva escreveu:
Eu estava convencido de que havia dois factores que nos unem:

1º - A consciência de que Portugal precisa de uma Monarquia restaurada ou reinstaurada;

2º - O reconhecimento de que o primeiro Rei de uma Monarquia restaurada ou reinstaurada deverá ser designado em Cortes legítimas.

As preferências de cada um são as preferências de cada um. Não se tente fazer entrar pela janela aquilo que não entra pela porta. Aceites estes dois princípios, nada impede que trabalhemos em conjunto.

São sobre estes dois factores que eu tenho insistido para uma definição de posição, sendo esta apenas um "sim" ou um "não", à qual cada um terá de responder para que então saibamos com quem podemos contar.

A questão da Sucessão é tal como sempre foi matéria privada e como tal assim deve continuar. Eu continuo a ser Duartista, mas aceito que o 1º Rei de uma nova Monarquia em Portugal deva ser escolhido pelos Portugueses.
Isto não põe em cheque a minha preferência por D. Duarte Pio.

Um abraço,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 2:36:50

Meus caros amigos,

Julgo que deixei claro que no que toca à política do FDR fica estabelecido o seguinte:

- 1.º - É firme o meu propósito que os Monárquicos devem estar unidos à volta do verdadeiro Chefe da Casa Real Portuguesa, sempre pensei assim e sempre pensarei;

2.º - É firme o meu propósito de deixar neste fórum (post retirado do FDR - Forum Democracia Real) participar pessoas que não concordem com o primeiro ponto, porque logicamente, não tenho o direito de censurar ninguém. O tempo da censura já lá vai há muito tempo;...


Nisto meus amigos, sou claro como a água.
Pessoalmente, reconheço SAR o Senhor Dom Duarte, como Legítimo Sucessor da Casa Real Portuguesa - posição partilhada pela grande maioria dos monárquicos portugueses.
No que toca à minha posição como Administrador do FDR - Fórum Democracia Real, e como digo no 2º ponto, os Monárquicos que não concordem com a minha posição podem participar no forum que criei - mas espero da partes destes exactamente o mesmo respeito que tenho pelas posições deles - e é este ponto que pode nos conduzir a um trabalho em conjunto.

Isto é:

Respeitando as diversas posições, sendo que da minha parte estarei sempre do lado de Dom Duarte de Bragança em qualquer actividade que possa desenvolver, eventualmente, por exemplo, com alguém da AMT. Se esse alguém respeitar a minha posição, naturalmente farei o mesmo. Senão nada feito!

Por outro lado, não sou nenhum "Dom Sebastião" - só houve um e bem sabemos o que aconteceu.

Agora o que me limitei a fazer foi um apelo ao bom senso dos monárquicos portugueses no sentido de se trabalhar num projecto político que possa viabilizar o que pretendemos.

Saudações a todos!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
encoberto
Comodoro
Comodoro


Masculino
Número de Mensagens : 40
Idade : 53
Local/Origem: : Vila Real
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 2:44:26

Caro David Garcia

Reconhece DP como S.A.R., mas os monárquicos em Cortes irão escolher um português para rei. Após isto, como vai ficar a sua situação de fidelidade para com DP e como ficará DP em relação ao abuso do uso de S.A.R.?

Um abraço,
Joaquim Filipe
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://amt.no.sapo.pt
David Garcia
Contra-Almirante
Contra-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 58
Idade : 37
Data de inscrição : 21/07/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 2:51:34

encoberto escreveu:
Caro David Garcia

Reconhece DP como S.A.R., mas os monárquicos em Cortes irão escolher um português para rei. Após isto, como vai ficar a sua situação de fidelidade para com DP e como ficará DP em relação ao abuso do uso de S.A.R.?

Um abraço,
Joaquim Filipe

Não creio que essa questão se ponha neste momento.

Abraço,
David Garcia.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 3:42:21

David Garcia escreveu:
Meus caros amigos,

Julgo que deixei claro que no que toca à política do FDR fica estabelecido o seguinte:

...

Nisto meus amigos, sou claro como a água.
Pessoalmente, reconheço SAR o Senhor Dom Duarte, como Legítimo Sucessor da Casa Real Portuguesa - posição partilhada pela grande maioria dos monárquicos portugueses.
No que toca à minha posição como Administrador do FDR - Fórum Democracia Real, e como digo no 2º ponto, os Monárquicos que não concordem com a minha posição podem participar no forum que criei - mas espero da partes destes exactamente o mesmo respeito que tenho pelas posições deles - e é este ponto que pode nos conduzir a um trabalho em conjunto.

Isto é:

Respeitando as diversas posições, sendo que da minha parte estarei sempre do lado de Dom Duarte de Bragança em qualquer actividade que possa desenvolver, eventualmente, por exemplo, com alguém da AMT. Se esse alguém respeitar a minha posição, naturalmente farei o mesmo. Senão nada feito!

...

Já está melhor, mas mesmo assim ainda não era isso que te pedia.

1º Fico contente por saber que o teu FDR, passou a aceitar posições que não apenas as de pró D. Duarte Pio, assim poderemos encontrar lá outros que não partilhem dessa opinião.

2º Igualmente fico contente em saber que estás interessado em também trabalhar em conjunto com a AMT em projectos monárquicos, isso demonstra que a tua posição se tem vindo a flexibilizar, o que só pode ser bom.

3º Continuas a não dizer se aceitas que a questão da Sucessão e de quem possa ser escolhido enquanto Soberano de Portugal deverá ficar remetido para um período pós restauração e às mãos dos Portugueses e é isso que te está a ser perguntado. Sim ou Não, é simples David.

Não quero saber a posição do FDR, de D. Duarte Pio, de outros, quero saber a tua resposta a esta pergunta, para que com ela fique demonstrada uma intenção tua vinculativa, ou seja, para servir de memória futura.

Um abraço,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
Diogo Ventura
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 59
Local/Origem: : Grandola
Data de inscrição : 13/05/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 11:28:02

Caros Iz,encoberto,Valdez,RBaltazar,Nuno Cardoso.


Sou contra a formação de outro Partido Monarquico (mais um "nado-morto")
Basta vermos o exemplo do "ppm" , existe no presente?
Como gostam muito de ver "as remelas nos olhos dos outros" ,até link´s de pornografia estão no forum do "ppm" ,tal é o abandono .
No meu ponto de vista já existe Monarquicos em Todos os Partidos representados na Assembleia da républica.
Temos é que aglutinar e dar uma direcção tipo Movimento ,visto que a Causa Real é Transversal aos partidos .
Ninguem até hoje ,colocou em causa ou divergiu que o Rei não seria proclamado em Cortes.
Agora ,por em causa o que é evidente em termos de sucessão ,não só cái no ridiculo como é provocatório e de um atrevimento que os republicanos agradecem e muito(dividir para reinar).
Mas como já lí de Tudo(eu as vezes tambem digo algumas alarvidades,não estão sosinhos) neste espaço Democratico desde a Igreja ser "Comunista" e pelo "discurso""inflamado" e atrevimento de algumas pessoas devemos estar a começar a "guerra civil" para impor a Monarquia em Portugal.
Caros amigos é só pensar duas vezes ,sem o consentimento dos republicanos Patiotas a Monarquia nunca será Reinante . (vejamos o exemplo do Reino de Espanha)
Bem estou inscrito aqui a cerca de trez meses ,comecei por Olivença e noto que a abertura tem se notado e bem na página do AMT (só falta reconhecer o 24ºduque de Bragança,como facto Histórico)

Este tipo de "contestação" ,veio á ideia um facto do passado de uma familia numerosa e um certo avô tinha um espólio que os netos começaram a partilhar ,mas a certa altura dois deles queriam o mesmo relógio(um IWC,mas havia mais ) ,começaram a ateimar com« é meu» e «é meu».
O Avô coitado ao ver tanto azume e desunião na familia ,pegou no relógio e disse ,«calma tenham calma que eu resolvo já este conflito» e com o martelo ,á frente dos netos que tanto estimava,esmagou o relógio .
«Bem espero que agora o litigio já acabou ,meus queridos netos»
O que não tem mesmo graça nenhuma é que estes dois irmãos ainda hoje quando estão em conflicto ,vem a história de infancia á memória e infelizmente um culpa o outro(pensam ainda que têm razão, decadas depois) pelo desfecho triste do relógio valiosissimo .
Não conseguem aprender a lição(ainda hoje) que o avô não troca a amizade dos do seu sangue por Nada de Material,(não há dinheiro que pague) deste Mundo Imundo.

Como diz o ditado
«Vozes de burro não chegam ao Céu»
«SER MONARQUICO È SERVIR E NÂO SE SERVIR DE PORTUGAL»
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nuno Cardoso da Silva
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 389
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 12:06:48

O Diogo Ventura é como aquelas pessoas que, tendo uma fé, acha que ela é tão evidente que não se percebe como alguém a possa negar... Sendo católico acha que a verdade católica é tão evidente que um muçulmano só o será por má fé... Ou sendo muçulmano acha tão aberrante que alguém não veja a verdade islâmica que só mesmo por influência do diabo... É por causa dessas atitudes que milhões de pessoas morreram ao longo dos séculos em guerras religiosas. Por isso acho negativo que esteja sempre a insistir na "evidência" dos direitos do seu preferido, como se o resto de nós fôssemos um bando de idiotas ou de desonestos. Ao reconhecer o papel das Cortes o Diogo Ventura não está a ser totalmente honesto. Voltando ao exemplo religioso, e sendo o Diogo Ventura católico, é como se dissesse que no dia do julgamento final Deus decidirá quem entra no céu e quem será condenado ao inferno, e que um bom muçulmano ou um bom budista poderá ter entrada no reino dos céus. Mas, no íntimo, o que ele diz é que só os católicos é que podem entrar, e todos os outros serão condenados, porque só a fé católica é verdadeira...

Enquanto não aceitar realmente no seu íntimo que só as Cortes têm o poder de designar o Rei, que elas poderão designar quem quiserem, e que D. Duarte Pio poderá não ser o escolhido, vai ser sempre dificil o Diogo Ventura realmente cooperar connosco. Compulsivamente vai tentar que nós vejamos a "luz", recusando-se a aceitar que há muito que a vimos, só que é uma luz diferente da sua...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Diogo Ventura
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 59
Local/Origem: : Grandola
Data de inscrição : 13/05/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 13:13:25

Caro Prof Nuno Cardoso da Silva.
Talvêz ,eu não esteja já muito "católico" ,mas foi sempre a minha intensão respeitar as outras religiões ,só que "troço o nariz" ás "seitas protestantes"(penso que as intensões destas pessoas, não são boas).
De facto á situações que no meu ponto de vista são, Dogmas,mas Sr. Pror dr. não podemos esquecer que Graças ao comportamento humilde e educado do sr. D. Duarte Pio de Bragança ,já para não falar a forma como defende e Serve Portugal ,que Tem Cativado até républicanos(desde o CDS ao PCP) para o Seio Monarquico,é reconhecido dentro e fora do nosso País.
Quem sou eu para discordar seja o que for ,só o que não gosto e explico porquê ,é os nomes e rótulos que certas pessoas utilizam(tipo guerrilha intectual,será que é intelectual?) ,não o Sr. Prof Nuno Cardoso ,bem entendido.
Fora este pequeno senão de termos como "pianistas" até gosto de ser contrariado em relacção aos principios que tento defender .
Talvez exista um certo "fanatismo" da minha parte como Defensor de Olivença e da Causa Monarquica (para mim são dogmas que hã-de morrer com a minha pessoa).
Mas fasso os possiveis por ser fiel e respeitar o próximo ,não fossemos Todos Nós Portugueses .
Peço sempre desculpa por algo que possa ofender alguem ,a minha intenção não é ,mas como diz o ditado «Deus que È Perfeito e Fêz o Mundo Não Consegui Agradar a Toda Gente»
Quanto mais eu que não passa de um humilde e simples semi-ignorante,cidadão .
Espero sempre discordar consigo ou outras "correntes" de opinião ,tenho até a ideia de um cartaz (´ha muitos anos atraz) a incentivar o Cooperativismo em como exemplo tinha um desenho de dois burros amarrados pela "caceçada" e explicava que dois lados opostos havia uma pilha de feno de cada lado ,mas quando hia um a cada pilha não conseguiam chegar e era dado como não bom exemplo ,mas quando os dois em parelha hiam a um e outro lado comiam as duas pilhas com sucesso ,assim sim era o procedimento correcto de cooperativismo.
Espero que nós todos como Monarquicos consigamos a alternativa á republica (de forma Pacifica e Democrática) ,para melhorar o nivel de Vida do nosso Povo á semelhamça de outros Paises que são Monarquias ,por essa Europa fora .
Não vai ser fácil ,mas não é impossivel .

PS:
gostaria de sugerir aos administradores para ser colocado no Forum um link para entrar na página ,visto que só se consegue ao contrário ,da página entrar no Forum .
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Valdez
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 926
Local/Origem: : www.reifazdeconta.pt.vu
Data de inscrição : 13/12/2006

MensagemAssunto: RE   Dom 29 Jul - 15:23:27

Caro Diogo,

O pior que podia acontecer ao Sr. Duarte Pio era ser simpático para e gosar da simpatia destes FDP que nos governam...é que lá diz o ditado diz-me com quem andas dir-te-ei quem és.

Ao menos nisso o primo, o Francisco Van Uden sempre enfiou duas bolachadas bem dadas na tromba do Almeida Santos que o gajo até se cagou todo pelas cuecas abaixo, e só se perderam as que cairam no chão.

Mas isso era o velho Francisco Van Uden, depois a certa altura em que sofreu umas influencias do cavaquistão, o rapaz perdeu-se do caminho!

O Duarte pelo contrário chama a santissima trindade do PS para jantares lá em casa. Nisso a D. Maria Pia não tinha papas na lingua com o Mario Soares, dizia-lhe poucas e boas, embora a vergonha dele fosse zero!

O futuro rei tem de ser alguém hostil a esta cambada toda que nos tem vendido a retalho e roubado!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://realcasaportuguesa.org
Diogo Ventura
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 212
Idade : 59
Local/Origem: : Grandola
Data de inscrição : 13/05/2007

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 16:25:48

Caro Valdez
Segundo o ditado do nosso povo «diz-me com quem andas der-te-ei quem és»
Aplica-se bem a sí
Todos nós Portugueses temos orgulho de SAR D.Duarte De Bragança e Familia Real.
Ainda bem que frizou essa triste estória de violencia gratuita ,não acha triste?
Ainda por cima uma pessoa que se diz Budista ,não custa nada seguir os conselhos de Buda ,que viajou pelo Mundo á procura de Respostas por onde passava .Laughing
Uma Grande Qualidade de Nobreza é a mais Rica de Todas a de Espirito .sunny
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
administrador
Almirantado
Almirantado


Masculino
Número de Mensagens : 41
Idade : 53
Data de inscrição : 08/12/2005

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 17:42:11

Respondendo à sugestão do Diogo Ventura
Citação :
gostaria de sugerir aos administradores para ser colocado no Forum um link para entrar na página ,visto que só se consegue ao contrário ,da página entrar no Forum .
Gostaria de dizer que se encontra e sempre se encontrou, na pagina de rostro do Forum um link para a página da AMT. Basta clicar na palavra AMT.

Um abraço,
António Santos de Matos

_________________
"as nossas mãos nos libertarão"
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://monarquia.actifforum.com
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Dom 29 Jul - 17:55:37

Diogo Ventura escreveu:
...Sou contra a formação de outro Partido Monarquico (mais um "nado-morto")
Basta vermos o exemplo do "ppm" , existe no presente?

Meu caro, eu igualmente sou contra outro partido monárquico, mas não sou contra um novo partido, onde nós nos possamos apresentar aos Portugueses.

Diogo Ventura escreveu:
...No meu ponto de vista já existe Monarquicos em Todos os Partidos representados na Assembleia da républica.
Temos é que aglutinar e dar uma direcção tipo Movimento ,visto que a Causa Real é Transversal aos partidos .

Meu caro o facto de a Monarquia ser transversal aos partidos, não impede que os monárquicos não devam criar um partido. Pelo contrário até incentiva, visto sermos pessoas activas políticamente na presente Sociedade.
Quanto à existência de monárquicos em todos os partidos reprensentados na Assembleia da República... e daí? estes têm algum poder de influência? não creio, logo o facto de termos monárquicos nesses mesmos partidos é o mesmo que zero, nesmo momento.

Diogo Ventura escreveu:
...Agora ,por em causa o que é evidente em termos de sucessão ,não só cái no ridiculo como é provocatório e de um atrevimento que os republicanos agradecem e muito(dividir para reinar)...

Meu caro se fosse evidente, não haveria discussão. Se há discussão e divergência de ideias, então não será assim tão evidente não acha?
Em todo o caso, a questão da sucessão em nada interessa à questão da implementação de um Regime Monárquico em Portugal, é uma discussão paralela e é assim que se deve manter, SE houver um consenso entre todos.

Como um exemplo deixo-lhe o caso de Olivença... é evidente que a Espanha não nos vai devolver Olivença, acha então o meu amigo que devemos aceitar essa posição Espanhola e aceitar a entrega de Olivença aos nossos vizinhos?
Não me parece... no entanto... é evidente ;)

Um abraço,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Novo Partido   Hoje à(s) 11:27:18

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Novo Partido
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 5Ir à página : Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Seguinte
 Tópicos similares
-
» Novo hinário da CCB Brás causa surpresa à Irmandade ao saber os nomes dos autores dos novos hinos
» PROMOÇÃO COMPRE UM HINARIO NOVO DA CCB E GANHE 30 HINOS NÓVOS ! PARECE BOM NEGÓCIO MAIS NÃO PASSA DE FRAUDE DE ALGUNS LIDERES DA CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL PARA OBTER LUCRO PELA VENDA CASADA DE HINARIOS DESSA IGREJA.
» Hino 58 - Hinário Novo CCB Ministério Jandira
» Mudança da doutrina - O Batismo e o Novo Nascimento
» Estudioso da Bíblia afirma que 11 livros do Novo Testamento foram escritos por impostores

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MONARQUIA TRADICIONAL :: MONARQUIA TRADICIONAL-
Ir para: