MONARQUIA TRADICIONAL

Nós seremos livres, nosso rei será livre, nossas mãos nos libertarão
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 A Historia ri e passa ao lado...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
AutorMensagem
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 19 Mar - 21:12:35

Com a devida vénia ao Prof César das Neves



Quais os problemas que enfrenta a Europa ocidental? Os jornais são claros. Portugal passou os últimos meses num aceso debate sobre o aborto. Este será apenas o primeiro passo. Em França, que legalizou a prática em 1975, 25 anos depois o célebre "caso Perruche" atribuiu a uma criança deficiente uma indemnização por "não ter sido abortada". Os pais viram aceite a queixa contra o médico que não deu a informação que permitiria eliminar aquela vida. As ramificações obrigaram o Parlamento a publicar em 2002 a chamada "lei anti-Perruche", proibindo alguém de ser indemnizado pelo "prejuízo de ter nascido". Noutros países fala-se em retirar o apoio de segurança social aos pais que recusem abortar um feto a quem foi detectada deficiência grave.
Na Grã-Bretanha vive-se uma enorme discussão sobre o Equality Act 2006, o qual, proibindo às empresas e organizações discriminar contra homossexuais no acesso a bens e serviços, obriga todas as agências de adopção, incluindo da Igreja Católica, a colocar crianças em casais do mesmo sexo. Isto conflitua com o direito dessas instituições de seguir os seus princípios morais.



Em Itália, um médico que fez eutanásia acaba de ser ilibado. Entretanto, o Governo de Zapatero, cheio de dificuldades nos problemas de Espanha, tem como único sucesso a introdução do casamento de homossexuais e outras questões fracturantes. Um tribunal holandês legalizou o ano passado um partido pedófilo. A União Europeia está a terminar a negociação do plano chamado Roma III, para conciliar as leis de divórcio dos Estados membros. Clonagem, reprodução artificial, manipulação genética estão ao virar da esquina.

Que problemas ocupam a Europa? Será aborto, homossexualidade, eutanásia, pedofilia, divórcio? Bem, de facto, não. Os problemas realmente graves são a falência da segurança social, o envelhecimento da população, desemprego, perda de competitividade, integração da onda crescente de imigrantes. Não são os temas que se discutem, porque se trata do aborto, eutanásia, pedofilia, divórcio. Mas são esses os problemas relevantes.

O mais curioso é que se esconde que as questões que se discutem são as causas das questões relevantes.
A Europa vive uma acentuada decadência populacional. A taxa média de fertilidade na União Monetária caiu para menos de 1,5 filhos por mulher, muito abaixo do nível de reposição das gerações. A taxa de casamentos é quase metade da de 1970, enquanto a de divórcios subiu para mais do triplo. Estes valores referem-se não a europeus mas aos residentes na Europa. Se fossem retirados os imigrantes, que são quem mais casa e mais filhos tem, seriam muito piores.

Quais as consequências desta catástrofe demográfica? Naturalmente, a falência da segurança social, envelhecimento da população, dificuldades na integração dos imigrantes, perda de dinamismo face às outras regiões do mundo, que, em boa parte, causa o desemprego e os problemas na produtividade. A decadência familiar também motiva muito do crime, droga, depressão, suicídio.

Quais as causas desta calamidade geracional? Evidentemente, uma falta de atenção, e até franca hostilidade, face à família. A família é precisamente o elemento central na atitude dos EUA, do mundo árabe e, em geral, de todo o mundo.
Todo o mundo menos a Europa, onde quem defender a "família tradicional" e o casamento é motivo de ridículo e acusado de tonto e reaccionário. Porque os temas da moda, os sinais da modernidade são o aborto, eutanásia, homossexualidade e divórcio.

Os temas da moda europeia parecem-se perigosamente com os sinais de decadência civilizacional. Foi assim na queda do Império Romano, onde também os tradicionais valores familiares pareciam tolices obsoletas e ma- çadoras, pois o que era excitante e divertido era o adultério e o deboche, numa sociedade que se abandonava ao hedonismo. Perante as famílias bárbaras, a antiga Roma não teve hipóteses.



A globalização actual não é o mundo de há 1500 anos e os mercados emergentes não são bárbaros. Mas os grandes desafios da História que decidem o futuro estão a ser enfrentados, com grandes dificuldades, pela China, Índia, Islão, EUA, África, América Latina. Entretanto a Europa perde relevância e entra em vias de extinção. Porque, achando-se inovadora e progressiva, gasta o seu tempo a promover aborto, homossexualidade, eutanásia, pedofilia, divórcio. Perante isto, a História ri (ou chora?), encolhe os ombros e passa ao lado.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Dom 25 Mar - 15:49:08

Caro JTMB

O senhor professor de economia João César das Neves,tem no meu entender,uma visão "muito própria" do que são na realidade os principais problemas sociais que a Europa enfrenta hoje em dia e que na minha modesta opinião são baseados precisamente na deficitária segurança social e economias dos diversos países que dela fazem parte (UE).

O sr. prof. João César das Neves tem uma visão da sociedade cristalizada no tempo e com profundos erros de critério social e clínico,independentemente de crenças ou religiões professadas pelo próprio.É portanto uma pessoa com uma posição muito parcial,subjugada aos seus princípios morais muito pessoais,

Tomo a liberdade de transcrever uma notícia que veio no Jornal de Notícias de 05-02.2005 (se não estou em erro):

César das Neves julgado por difamação

O economista João César das Neves vai responder em julgamento por difamação num processo movido pela ex-dirigente da Opus Gay Anabela Rocha relacionado com artigos sobre a homossexualidade publicados na Imprensa,foi,ontem,divulgado.

Segundo um comunicado da Opus Gay,a juíza do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) de Lisboa que pronunciou João César das Neves considerou que o professor da Universidade Católica,nos textos publicados no "Diário de Notícias","ultrapassa largamente os meros artigos de opinião".

"O arguido não se limitou a dizer,por exemplo,que não concorda com as práticas homossexuais.O arguido equivale os actos homossexuais ao crime de pedofilia,refere que os recentes casos de pedofilia são todos,mesmo todos,homossexuais,equipara os homossexuais com drogados e considera-os doentes",refere o comunicado,citando o despacho da juíza.

Por último,a juíza lembra que o economista "insinua que apenas para se ser politicamente correcto é que se chama de pedofilia à "pedofilia",pois o seu verdadeiro nome é homossexualidade".

No despacho de pronúncia,com data de 2 de Fevereiro,a juíza refere que,ao ter feito tal associação entre os conceitos de homossexualidade e pedofilia (sendo esta última uma actividade punida como crime e de acentuado desvalor social),que o professor universitário "só pode ter tido como objectivo denegrir a imagem dos homossexuais".

António Serzedelo,dirigente da Opus Gay,disse, à agência Lusa,que foi "muito positivo" que,no processo de Anabela Rocha,a juíza tenha reconhecido os factos acusatórios e a "intenção malévola e de dolo" do autor dos artigos.*

Caro amigo JTMB,o que é que este senhor nos tem a ensinar de ético e moral?

As suas comparações da defesa da "família tradicional",etc.,etc.,entre a Europa/EUA/Mundo Árabe,são um caso verdadeiramente hilariante,para não dizer mais...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
O Conjurado
Almirante
Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 128
Local/Origem: : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Dom 25 Mar - 23:24:41

Antes de mais, não posso deixar de felicitar o caro amigo José Tomaz Mello Breyner pela sua excelente intervenção.

Não posso deixar também de felicitar o excelente economista e homem, o professor João Luís César das Neves, que muito tem contribuído para a defesa dos valores tradicionais portugueses e cristãos.

Cara Beladona há momentos em que se devia ter vergonha de intervir, e este é o seu caso.

A denegrir a imagem de um grande homem como o professor César das Neves, e tudo devido a um comentário sobre homossexuais.
Haja paciência, que utilidade é que a sua intervenção tem para a sociedade, a não ser contribuir para a machadada final nos valores tradicionais que ainda restam?

Talvez o fórum mais indicado para as suas intervenções seja o do Bloco de Esquerda.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 26 Mar - 3:26:51

Devo acrescentar que aqui todos são livres de emitir as suas opiniões, independentemente da ideologia que defendem.

Ando há tempos para escrever um artigo de opinião sobre tradição e conservadorismo, que na minha opinião são coisas distintas, uma vez que se analisarmos a evolução sociológica recente podemos dizer que há comunismo tradicional, por exemplo, sem com isso se rotular esse comunismo de conservadorismo comunista, por redundância de termos.

O facto de a AMT ser pelo ou basear a sua crença na forma de regime tradicional, não significa que 1) se pretenda restaurar o absolutismo real, 2) se pretenda cristalizar a sociedade em modelos não dinâmicos.

Como diz o Prof. Cardoso da Silva se tiver que ser então que "sejamos a novíssima esquerda", tradicional de raíz progressista na essência.

Sem querer entrar em juízos de valor não me revejo em nada do que o Prof. Cesár Neves diz ou escreve, simplesmente porque é demagogia balofa e de mau gosto. Comparações da natureza do que ele escreve são no mínimo desinformadas.

A capitalização do conhecimento só pode ser uma mais valia quando quem agredi, também é capaz de se meter na pele do agredido e aceitar esse ponto de vista como igualmente válido, porque de resto as opiniões venham elas dum aluno ou de um Prof. terão exacto valor, caso quem tem mais responsabilidades simplesmente não é capaz de ver os assuntos por todos os ângulos possíveis.

Quem como o Sr. Prof. Neves está numa posição de maior responsabilidade em educar, simplesmente não pode apresentar os factos como uma mera opinião própria, que mais não seja porque é duma arrogância narcisista querer-se ser dono da verdade.

Aflorando um pouco o assunto da homossexualidade, penso que reconhece-la como um comportamento, ainda que desviante, comum é apenas aceitar que tradicionalmente onde há homens e mulheres a haverá em menor ou maior percentagem. No Egipto antigo, na Roma antiga, na Grécia antiga, nos exércitos Europeus pela mão dos "ordenanças", da idade média ao tempos modernos, etc etc etc sempre a houve e vista com melhores ou piores olhos, mas sempre lá esteve.

Em súmula. Se o Prof. Neves quer ver o mundo por esse estreito quadrado que definiu como o seu alcance de visão, tudo bem está no seu direito, agora que use da sua posição para impôr modelos de pensamento e conduta que para alguns são ofensivos, desfazados e limitadores...não. É bom que desça do pedestal e olhe em volta porque liberdade de expressão não é o mesmo que imunidade parlamentar! Diz asneiras paga por elas!

Se há pessoas que me irritam a molécula são estes sujeitos da opus gay, mas no caso do Prof. Neves aplaudo de pé que o entalem, bem entalado, em tribunal.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 26 Mar - 15:15:02

Caro Pedro

Como para mim a homosexualidade é uma ANORMALIDADE, concordo inteiramente com o artigo do Professor Cesar das Neves, em que ele diz que na Europa actualmente as principais preocupações são a homoxexualidade, o aborto, a eutanásia, e outras anormalidades, em vez de nos estarmos a preocupar com os verdadeiros problemas que nos atingem tais como o desemprego, a crise económica, etc. Daí não me ter admirado nada com a vitória do Professor Salazar no jogo "Grandes Portugueses". Votei em Dom João II, mas penso que o voto dos Portugueses no Professor Oliveira Salazar foi um voto de protesto contra estas falsas preocupações que os politicos agora têm. Nada tenho contra os "maricas" desde que levem no que é seu e não nos incomodem, mas quando vejo os politicos por essa Europa fora a preocuparem-se com os direitos destes grupos minoritários e anormais em vez de se preocuparem com o bem estar dos Europeus, revolta-me, e penso que é nesse sentido que se deve ler o artigo do Senhor Professor Cesar das Neves.


Um abraço


Zé Tomaz
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
O Conjurado
Almirante
Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 128
Local/Origem: : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 26 Mar - 18:00:13

Caro Pedro Reis,

Convém referir que apesar de não ser aluno do Professor César das Neves, tenho uma grande admiração pelo seu trabalho, pois para ele o mais importante é a família e a tradição católica, e tudo isso conciliado com um génio económico.

“Se há pessoas que me irritam a molécula são estes sujeitos da opus gay, mas no caso do Prof. Neves aplaudo de pé que o entalem, bem entalado, em tribunal.”

Caro Pedro, não querendo ferir susceptibilidades, se o amigo fosse confrontado pessoalmente com o Professor César das Neves, em poucos minutos seria desarmado com os seus argumentos.

E aliás, sempre o professor contribui com a sua escrita e oratória para a redefinição da sociedade. Agora conotá-lo de hipócrita, é um mero reflxexo daqueles que ignoram o seu trabalho.


Caro Zé Tomaz,

Uma vez mais aplaudo a sua intervenção, na qual pouco ou nada há para acrescentar.

Bruno Reis
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 26 Mar - 21:10:16

Caro JTMB

Ó meu caro,para a UE se preocupar tanto com esses problemas,"anormalidades" para si,e infelizmente para muitos mais,veja só a perseguição e atropelos que alguns dos diversos países da Europa não farão aos mesmos.Sabe caro amigo "eles","anormais" não "mordem",nem a "peçonha" se pega,desculpe-me este à parte,mas não me consegui conter...

Quanto ao jogo dos "Grandes Portugueses",também votei em D.João II,está a ver caro amigo,aqui até convergimos.Mas não fico admirada pelo sr.professor António de Oliveira Salazar ter ganho...,com que cara estarão os nossos sapientíssimos governantes?

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 26 Mar - 22:05:47

Caro Conjurado

Está no seu direito de achar o que bem entender do que eu constactei àcerca do sr.professor João César das Neves.E eu,de achar o que bem entender das opiniões que o caro amigo postou,e que no meu entender pecam por imaturas.

Em todo o caso,embora ache que é do foro pessoal as minhas filiações políticas ou não,devo informá-lo,que não faço parte de nenhum partido de esquerda ou extrema esquerda.Nem todos os ateus e apoiantes da despenalização do aborto,o são obrigatoriamente,passo a explicar só para ver a lógica :uma pessoa que se viu obrigada a sair de um país,por entre outras razões,quiçá importantes,estar sob um regime de esquerda e sujeita a perder o seu filho,que lhe seria retirado para ser colocado em colégios de reeducação,não seria de todo lógico vir para cá (Portugal),aliar-se ao mesmo.E,não é por se ser de esquerda,centro ou direita,que se tem mais ou menos moral,essas suas conotações não lhe parecem ilógicas?

A moral está na pessoa,e não na cultura pessoal,posição social,partido político,crença religiosa,tendências sexuais e por aí fora.Ter-se moral é ter-se respeito pelo próximo e aceitá-lo como é,e com todos os seus defeitos e virtudes.

É-me indiferente a sua posição para com certas diferenças sociais,mas custa-me ver preconceito sobre outros seres humanos e intitular esses mesmos seres humanos depreciativamente sem se saber a nível científico e de diversas fontes,o que é que os diversos especialistas do assunto dizem sobre o mesmo.(Como no aborto,há divergências de opiniões consoante o critério e tendências do cientista,infelizmente).

Quanto às restantes "mazelas" sociais,têm origem em muitos factores,como por exemplo os económico/sociais e isso caro amigo seria uma outra discussão,mas que o amigo se estiver interessado em aprofundar depressa chegará a alguma conclusão.

Quanto à "imaculada" imagem de certos "cérebros" já foram noticiados nos media,várias "aberrações" praticadas por certos´geniozinhos da ciência e não só,portanto,não me venha com fantasias àcerca do sr. professor João César das Neves que até pode ser um génio na economia,mas quanto à sua humanidade ponho as minhas reticências.

Sabe caro amigo,e não me leve a mal pela ousadia,mas,já que noto que é crente,deveria de ler certas passagens bíblicas como os Dez Mandamentos entre outros,e meditar sobre o significado profundo dos mesmos...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 27 Mar - 3:44:40

Caros amigos

Se de hoje a amanhã, alguns de nós, aqui presentes, tivermos a oportunidade de servir a nação não teremos uma obrigação moral de nos fazermos respeitar, respeitando?

Vamos fazer aqui uma análise rápida (na medida do que eu consigo!). Penso ser consensual que a saúde definida pela OMS está muito além que uma mera condição física, aliás a saúde hoje em dia define-se como um estado de bem-estar físico, psicológico e social. É uma responsabilidade nossa sabermos que para que uma sociedade esteja salutar, a maioria senão todos os seus intervenientes têm de se sentir bem aos 3 níveis que apontei. Quando assim não é temos a sociedade actual, funciona, mas está doente. Então quais são os sintomas mais prementes, aqueles cuja razão de queixa é maior, serão eles o isolamento, a exclusão e a desagregação familiar?

Penso que podemos partir daí, estes 3 grandes sintomas de desconforto poderão estar na base de sintomas secundários, que mais não são que respostas compensatórias. Agora transportemos isto para o caso da homossexualidade. Não serão essas pessoas naturalmente isoladas, excluídas e fonte ou processo de desagregação familiar? Penso que podemos concordar que sim, agora fica a pergunta mais importante, estarão essas pessoas doentes? De facto não são pessoas normais, mas será a homossexualidade uma doença? A meu ver não.

Há alguns anos atrás na década de 80, houve um estudo que visava estabelecer uma relação entre a demografia e a homossexualidade. O estudo era simples: um labirinto, recursos alimentares estáveis, permanentes e inicialmente excedentários, um espaço estanque onde se introduziram 100 ratinhos, 50 fêmeas e 50 machos. Nas primeiras gerações havia 0% de homossexualidade, entretanto em primeiro lugar esgotou o espaço e depois o excedente de alimentos, que se transformou num déficit, na medida em que a população aumentava. Curiosamente na medida em que o espaço começou a escacear a homossexualidade aumentou exponencialmente, como uma forma natural de controlo de natalidade, quando os alimentos começaram a escassear aumentou o crime, quando definitivamente os recursos se tornaram insuficientes a homossexualidade diminuiu na medida em que o crime aumentou tanto, que a redução da população foi efectiva na reposição do equilíbrio.

Agora pergunto eu, não teremos nós algo a aprender com os ratos, esses tristes seres de laboratório?

A mim parece-me que a homossexualidade obedece a certos princípios naturais e a condicionalismos que estão para além da vontade individual, logo e retornando ao início do meu post, se queremos ter uma sociedade sádia, temos de aceitar o facto que embora "anormais" esta gente obedece a um plano ou desígnio superior, pelo que tê-los nas melhores condições de vida, cidadania e felicidade é em tudo melhor para nós mesmos enquanto sociedade, não os excluindo, mas integrando-os.

São estes pequenos atributos que faltam ao Prof. Neves. Na cabeça dele simplesmente não entra que haja 2200 milhões de pessoas a mais no mundo, pelo que lhe custa a aceitar a via da compreensão dos mecanismos naturais. Agora tirem as ilações que entenderem.

P.S. ( Os ratinhos assassinados foram maioritariamente os gays!!)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Sex 30 Mar - 0:52:39

Caro Pedro Reis

No meu modesto entender de amadora da área,a verdadeira homossexualidade (pois há vários tipos de homossexualismo),não depende de factores sociais,como a desagregação familiar,factores educacionais dos parentes próximos,etc.A homossexualidade,não é uma doença,aliás,a Assembleia Geral da organização Mundial de Saúde (OMS),no dia 17 de Maio de 1990,retirou a homossexualidade da sua lista de doenças mentais,declarando que a "homossexualidade não constitui doença,nem distúrbio e nem perversão" e que os psicólogos não colaborarão com eventos e serviços que proponham tratamento e cura da homossexualidade.

Respondendo à sua pergunta sobre o estudo laboratoreal com os ratinhos,passo a expôr a opinião de alguns especialistas,estes afirmam que:Nos animais,o comportamento homossexual é encarado como o resultado de ambientes nos quais eles são sujeitos a elevados graus de "poluição ou stress".Outros consideram o comportamento homossexual entre animais apenas variante da sexualidade maioritaria sempre presente,mesmo quando não existem condicionantes externas.

O comportamento humano não deve ser interpretado apenas segundo o comportamento de outras espécies.Tampouco o comportamento humano se deve aplicar,tantas vezes arbitrária ou até convenientemente,aos animais.

Portanto,a meu ver e concluindo,a experiência laboratoreal com animais,embora interessante,não pode ser tida em conta ,ou servir como comparação,em estudos comportamentais humanos no caso da homossexualidade.

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Sex 30 Mar - 1:23:14

Penso que concordou comigo Beladona!

O comportamento animal não explica tudo do comportamento humano, mas é uma boa base de apoio, da qual podemos retirar muito, não tudo!

Mas leia lá melhor porque penso que não entendeu o que eu quiz dizer.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Sex 30 Mar - 23:17:18

Caro Pedro Reis

Tem toda a razão no que diz no seu post a 100%!!!

Efectivamente,fiquei com algumas dúvidas na interpretação de alguns pontos,mas depois de os ler com mais atenção,as dúvidas desapareceram,e é claro,como muito bem diz,se a sociedade respeitar a homossexualidade todos lucraremos com isso,pois viveremos numa sociedade um pouco mais humana.

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
O Conjurado
Almirante
Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 128
Local/Origem: : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Sab 31 Mar - 23:29:35

“se a sociedade respeitar a homossexualidade todos lucraremos com isso, pois viveremos numa sociedade um pouco mais humana.”

Cara Beladona, respeite quem bem entender, mas agora não insista nas suas ideias revolucionárias anacrónicas a quem não tem pachorra para hipocrisias.

Caro Pedro, a minha área de estudo são finanças, não ciências, mas mesmo assim achei o seu confuso discurso pobre e oco.

E já que se está numa de dizer quem é o nosso eleito, no concurso “Grandes Portugueses”, não tenho problema algum em dizer que votei no Professor Oliveira Salazar.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Dom 1 Abr - 2:45:43

Caro Conjurado

Longe de mim tentar ocupá-lo,espraie-se à vontadinha...

Agora,se respeitar "Todos" os seres humanos é conotado por si de revolucionário,anacrónico e hipócrita,enfim...o que vale é que é só uma minoria da sociedade que está enferma,direi mesmo repetindo-o,anacrónica...

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 2 Abr - 2:30:01

O Conjurado escreveu:
“se a sociedade respeitar a homossexualidade todos lucraremos com isso, pois viveremos numa sociedade um pouco mais humana.”

Cara Beladona, respeite quem bem entender, mas agora não insista nas suas ideias revolucionárias anacrónicas a quem não tem pachorra para hipocrisias.

Caro Pedro, a minha área de estudo são finanças, não ciências, mas mesmo assim achei o seu confuso discurso pobre e oco.

E já que se está numa de dizer quem é o nosso eleito, no concurso “Grandes Portugueses”, não tenho problema algum em dizer que votei no Professor Oliveira Salazar.

Caro conjurado, por favor não classifique, contraponha.

A Beladona mal ou bem tem a sua visão das coisas, com algumas pode-se concordar com outras discordar, mas reservemos-lhe a ela o direito de as manifestar e a nós de as contrapôr.

Em tempos li um livro onde era usada uma expressão que me marcou bastante: "Não é por se apontar a lama nas barbatanas dos outros que melhoramos o nosso próprio estilo de natação".

Se quisermos ir mais além, e concordarmos todos que a homossexualidade é uma anomalia, então qual a solução que devemos tomar? Aliás, peguemos em todos os exemplos que o Prof Neves dá como fonte decadência, Europeia, e vamos reflectir nas soluções que o mesmo apontou...viu ali alguma? Pois....isso é o que mais me irrita no discurso do Sr. Prof. e não é de agora.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 2 Abr - 17:47:28

O Conjurado escreveu:
Cara Beladona, respeite quem bem entender, mas agora não insista nas suas ideias revolucionárias anacrónicas a quem não tem pachorra para hipocrisias.

Meu caro amigo, a hipócrisia é somente de quem gosta de enterrar a cabeça na areia.

A homosexualidade é tão natural quanto a heterosexualidade, mas somente por uma questão de Conceito imposto por uma Sociedade que após determinado evento se viu sob a alçada de um Organismo, é que o mesmo passa a ser visto enquanto algo "anti-natura".
Por isso e para mim, qualquer forma de perseguição, descriminação, etc. a uma pessoa pelo facto de esta ser homosexual é completamente a uma sofrida por uma pessoa apenas por ser de um credo ou de uma cor de pele diferente.
Ou seja, uma atrocidade.

Meu amigo, eu sonho com o dia, em que cada um possa ser como é, desde que não interfira com os demais e sem que se tenha de esconder.
Sonho com uma Sociedade Livre e Igualitária e não com uma Sociedade mesquinha e fechada.
Para isso, olho para os Estados Unidos, onde já se vêem "Comunidades" a proibirem livros por os acharem "pecaminosos", olhe Mark Twain foi um dos escritores com livros proibidos.
Não queiramos chegar ao ponto dessa tristeza entre nós.

Um abraço,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 2 Abr - 18:20:17

Havia um sargento da Guarda numa vila Alentejana, que cada vez que apanhava o que vc chama de homosexual e que eu chamo de maricas, mandava enfiar-lhe um rabo de porco pelo rabo acima, Aquilo lá entrar entrava bem, agora para sair, os maricas viam-se e desejavam-se. Consta que nessa Vila branca do Alentejo aquilo a que vc chama homosexualidade e que eu chamo de mariquice durante o "reinado" desse Sargento diminuiu assustadoramente.

Se Deus criou o Homem e a Mulher , se existem Homens e Mulheres, não foi certamente para que as pessoas do mesmo sexo tivessem relações entre elas, pelo que considero aquilo a que chama homosexualidade e eu chamo mariquice não uma anormalidade, mas sim uma ENORME ANORMALIDADE. Acho mesmo que são uns porcalhões.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Beladona
Almirante
Almirante


Feminino
Número de Mensagens : 103
Data de inscrição : 09/01/2007

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 2 Abr - 22:47:27

Caro JTMB

Efectivamente o caro amigo vem-me cá com umas histórias,qual delas a melhor e mais castiça...

Sabe meu caro,Deus como diz,criou o Homem e a Mulher,tudo bem segundo o seu ponto de vista,mas a partir destas duas diferentes entidades,geraram-se ocasionalmente aquilo a que poderemos chamar de "anormalidades",mas que eu prefiro chamar de "diferenças",como por exemplo o mongolismo e o nanismo entre muitas outras,porque depois da expulsão do homem do Paraíso a vida nunca mais foi fácil e perfeita,havia e há coisas boas e más que sairam pelos vistos,fora do "control" divino e entre elas,as ditas "diferenças" (falando neste caso só das humanas),umas mais evidentes,outras menos evidentes,mas que existem e com as quais temos de lidar,e/ou aprender a lidar e de aceitar.Uma delas,até me lembro,foi focada pelo caro amigo numa comovente carta de um irmão a uma linda e doce irmã de olhos azuis que era "diferente",mas muito querida e respeitada pela família e amigos,foi essa carta aqui colocada quando debatiamos o acalorado tema da despenalização do aborto.

Ora bem,admira-me que o amigo,nessa altura tão apoiante de "uma diferença",agora é tão radical para com outro tipo de "diferença",amesquinhando-a e ridicularizando-a,afinal não somos todos "filhos" de Deus e por conseguinte "irmãos"?

O amigo confunde-me,tendo apoiado para um fim específico tão fortemente o direito à existência de seres "diferentes",mas estou a ver que para si até na "diferença" há escalões.Vendo como o caro amigo se comporta para com quem é homossexual.Tomo a liberdade de lhe perguntar:Até onde existe o direito à existência ou não,segundo o seu conceito?É que quer queiramos ou não elas as "diferenças" existem e algumas infelizmente não têm cura,ou qualquer tipo de tratamento,em que é que ficamos?

Um abraço da Beladona
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
O Conjurado
Almirante
Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 128
Local/Origem: : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Seg 2 Abr - 22:48:17

Caro Zé Tomaz,

Nem mais! Sublinho tudo o que disse.




Cara Beladona e caro Iznoguud,

Faço minhas as palavras do amigo Zé Tomaz.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 3 Abr - 0:20:55

Pois essa estória do sargento Alentejano é sobejamente conhecida e falada, mas o importante da mesma é saber se aplicada aos de dias de hoje, e de amanhã, os meios justificam os fins. Penso que se aos dias de hoje isso já era um caso de polícia, amanhã não será diferente, mas fica o voto de estima por se apontar uma solução ao "problema"!

Eu acima de tudo não pretendia discutir a homossexualidade por si mesma. É sem dúvida anti-natura, um comportamento desviante e uma presença constante da humanidade, mas isto são os factos quase incontornáveis, da mesma. O que eu gostaria mesmo de discutir era a maneira de como lidar com a mesma e sem recorrer a técnicas ali do sargento do Zé Tomás...por motivos, digamos, ao abrigo da declaração dos direitos fundamentais do homem?! Convenhamos que técnicas estilo D. João II também estão um pouco fora do âmbito!! Laughing
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 3 Abr - 12:53:49

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Havia um sargento da Guarda numa vila Alentejana, que cada vez que apanhava o que vc chama de homosexual e que eu chamo de maricas, mandava enfiar-lhe um rabo de porco pelo rabo acima, Aquilo lá entrar entrava bem, agora para sair, os maricas viam-se e desejavam-se. Consta que nessa Vila branca do Alentejo aquilo a que vc chama homosexualidade e que eu chamo de mariquice durante o "reinado" desse Sargento diminuiu assustadoramente.

Tristezas como as que o meu amigo aqui apresenta, somente denotam o quão atrazados nós efectivamente ainda somos.
O que antigamente esse Sargento da Guarda fazia, hoje dá prisão e a meu ver com muita razão.

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Se Deus criou o Homem e a Mulher , se existem Homens e Mulheres, não foi certamente para que as pessoas do mesmo sexo tivessem relações entre elas, pelo que considero aquilo a que chama homosexualidade e eu chamo mariquice não uma anormalidade, mas sim uma ENORME ANORMALIDADE. Acho mesmo que são uns porcalhões.

NEWS FLASH, na minha mais que modesta opinião, Deus NÃO existe, logo não aceito qualquer argumento que apenas é fundamentado em orientações "Divinas".
Para eu aceitar as mesmas orientações "Divinas", teria de ser forçado a aceitar as orientações "Divinas" de todos e quaisqueres credos e sinceramente grande parte deles não faz ou tem a menor consistência.

Mas vou até contra-argumentar usando ao princípios religiosos.
SE "Deus" (existir) e se "Deus" é amor como se afirma na Bíblia, então "Deus" ama TODOS, sejam estes Heterosexuais ou Homosexuais, "Deus" deixou-nos LIVRES, deu-nos o LIVRE ARBITRIO para decidirmos o nosso próprio caminho e nesse caso os "simpáticos", como esse mesmo Sargento de que fala, que usam do seu livre arbitrio para abusarem de outros seres humanos, tão amados por "deus" como outro qualquer, irão parar aos quintos dos "Infernos" com toda a razão pelas acções que tomaram ao longo da sua vida. São as VOSSAS almas que estão em jogo não a minha.

Um abraço sorridente,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 3 Abr - 14:28:49

IzNoGuud escreveu:



NEWS FLASH, na minha mais que modesta opinião, Deus NÃO existeMas vou até contra-argumentar usando ao princípios religiosos.

Pois, esse é o problema, e daí que entenda agora a sua enorme falta de valores. Realmente só um ateu pode apoiar abortos, eutanásias, mariquices, e outas deparvações.

Não existe qualquer fundamento para assimilar ou estabelecer analogias, sequer remotas, entre as uniões homossexuais e os desígnios de Deus sobre o matrimônio e a família. O matrimônio é santo, enquanto que as relações homossexuais contrastam com a lei moral natural.

Sei que os paneleiros de todo o mundo adorariam poder casar na Igreja, não prque tenham fé, mas porque acham mais bonito. Mas nessa altura seria o fim da Igreja. Graças a Deus, este Papa segue as linhas de SS O Papa João Paulo II.

Olhe Izno vá lá com os seus amigos maricas e as suas amigas fufas brincar aos abortos e ás eutanásias e divirtam-se muito.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Mariz
Almirante
Almirante


Número de Mensagens : 116
Data de inscrição : 30/06/2006

MensagemAssunto: re   Ter 3 Abr - 15:03:39

Este Senhor Tomáz é cá um artista,

Então não foi nos conventos que se praticaram o maior numero de abortos ao longo dos seculos?

Não é na igreja que os padres se comem uns aos outros e como nos EUA andam a papar criancinhas?

Então não foi a Igreja que em nome de Deus inventou os instrumentos de tortura e a inquisição?

O senhor devia ter vergonha e lavar a sua lingua com água e sabão! Essa sua raiva parece revelar algo não assumido.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
IzNoGuud
Almirante da Armada
Almirante da Armada


Masculino
Número de Mensagens : 258
Data de inscrição : 26/12/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 3 Abr - 15:04:54

Meu caro amigo, gosto de ver que os meus argumentos baseados em factores de índole religiosa foram mais que suficientes.

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Pois, esse é o problema, e daí que entenda agora a sua enorme falta de valores. Realmente só um ateu pode apoiar abortos, eutanásias, mariquices, e outas deparvações.

Olhe que não, conheço inúmeros crentes das mais diversas crenças à disposição, que igualmente defendem posições semelhantes à minha.

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Não existe qualquer fundamento para assimilar ou estabelecer analogias, sequer remotas, entre as uniões homossexuais e os desígnios de Deus sobre o matrimônio e a família.

Se acha que não há, então como é que vai buscar argumentos baseados numa qualquer crença para justificar uma posição relativa à Sociedade Civil ou seja Laica?

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
O matrimônio é santo, enquanto que as relações homossexuais contrastam com a lei moral natural.

Apenas na sua opinião e quanto muito na opinião da Crença que o meu amigo professa. E como muito bem o meu amigo disse antes, não há possibilidade de se fazerem comparações entre argumentos baseados em crenças e argumentos de uma sociedade civil laica e nesse caso não percebo porque o faz.

José Tomaz Mello Breyner escreveu:
Sei que os paneleiros de todo o mundo adorariam poder casar na Igreja, não prque tenham fé, mas porque acham mais bonito. Mas nessa altura seria o fim da Igreja. Graças a Deus, este Papa segue as linhas de SS O Papa João Paulo II.

A título informativo para o meu caríssimo e ilustríssimo amigo.
Sou igualmente contra o casamento homosexual pela Igreja, pelo simples facto de que essa crença assume enquanto dogma que o casamento apenas deve ser consagrado a casais heterosexuais.
Apenas por isso, creio, que aqueles que se assumem enquanto seguidores da mesma devam respeitar as regras da crença que professam.

Agora SE os mesmos, enquanto crentes, dentro da instituíção optarem por questionar o dogma em questão.
Creio que a Sociedade Civil e que os não crentes se deverão abster de qualquer intromissão no assunto e que caberá apenas aos crentes o papel de decidir e quanto muito remodelar a posição da instituíção onde estão inseridos quanto ao ponto de discórdia.

Mas já agora e uma vez que estamos em confidências, em relação ao termo "SS" e a título pessoal, creio que o meu amigo tem TODA a razão quando fala do actual detentor do assento pontifício.

Um abraço,

IzNoGuud
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://www.monarquicos.com
José Tomaz Mello Breyner
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 734
Local/Origem: : www.yorkhouselisboa.com
Data de inscrição : 19/08/2006

MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Ter 3 Abr - 17:24:40

IzNoGuud escreveu:
Mas já agora e uma vez que estamos em confidências, em relação ao termo "SS" e a título pessoal, creio que o meu amigo tem TODA a razão quando fala do actual detentor do assento pontifício.

Um abraço,

IzNoGuud

Esta sua frase define bem o porcalhão e bandalho que vc é. Fiquei a saber que além de Assassino (defende o aborto e a eutanásia) também é paneleiro. Escumalha mesmo... Já agora e para não ter de lá ir outra vez, faça o favor de me retirar do seu forum.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: A Historia ri e passa ao lado...   Hoje à(s) 11:26:48

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
A Historia ri e passa ao lado...
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 3Ir à página : 1, 2, 3  Seguinte
 Tópicos similares
-
» O Maior Escândalo de toda Historia da CCB e lembrando o Funeral de José Nicolau ex Presidente mundial da CCB
» Tópico lado negro da CCB parte 2.....
» VERDADEIRA HISTORIA DA RCC
» Passa-se ponto de pizzaria na Savassi e BH - MG - Oportunidade!
» SOCORRO!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MONARQUIA TRADICIONAL :: GERAL-
Ir para: