MONARQUIA TRADICIONAL

Nós seremos livres, nosso rei será livre, nossas mãos nos libertarão
 
InícioInício  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  

Compartilhe | 
 

 PPM - Concordância ou Discordância?

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
RBaltazar
Vice-Almirante
Vice-Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 99
Local/Origem: : Torres Vedras
Data de inscrição : 02/01/2007

MensagemAssunto: PPM - Concordância ou Discordância?   Qua 14 Fev - 0:37:53

PPM – Concordância ou Discordância?



Desde há muito tempo que se ouve falar no “PPM”, o único partido monárquico português que actua em Portugal desde 1974.
Quem me perguntasse, se eu era a favor de uma força monárquica que tivesse um grande peso na sociedade portuguesa, e que detivesse o poder para reinstaurar a monarquia, eu diria claramente que sim, sou plenamente de acordo.

Porém, se me perguntassem, se era a favor de um partido monárquico que em nada representa o verdadeiro ideal monárquico, aquele que surgiu nas Cortes de Lamego, e que fez valer o seu peso na Revolução e nas Cortes de 1640, seria o primeiro a dizer que não, não concordaria de maneira alguma.

O regime partidário em nada favorece a Nação! Trocam de lugares entre si, distribuindo favores, cumprindo interesses e ambições pessoais, em que Portugal nunca sai favorecido.
Um partido monárquico é uma directa aceitação ao jugo republicano! Quem for contra o regime partidário, certamente que será contra qualquer partido, independentemente da sua vertente ideológica.

Excluindo o “anti-partidarismo”, poderia ser a favor de um partido monárquico, do PPM, neste caso. Contudo, não creio que o PPM seja um partido verdadeiramente “popular monárquico”, especialmente no que toca a abergar toda a ideologia monárquica, desde a mais liberal, à mais conservadora.
Seria uma grande força monárquica, o PPM, se abergasse toda a ideologia monárquica portuguesa, ou seja, em que a dirigência do partido fosse composta pelos vários representantes das “facções” monárquicas em Portugal.
Se não se ficasse pelas revistas e pelas aparições nas estações televisivas, que actuasse no seio da população, que contribuisse ao menos, para que o povo português tirasse a má imagem que tem e que muitas vezes expressa da Monarquia.


Sinto-me um pouco envergonhado quando penso no actual panorama monárquico!
Vejo pequenas facções, apoiando o seu candidato, como se de uma campanha política tratasse. Ainda não perceberam de vez que para haver Rei, primeiramente terá de haver Cortes.

Há pretendentes, mas não Reis!


Para existir uma grande força monárquica, esta não terá que ser um partido!


DEUS, PÁTRIA E REI!!!


Com os melhores cumprimentos,


Ruben Baltazar
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://jmt.com.sapo.pt
Ana Rita Bivar
Almirante Tri-Tirocinado
Almirante Tri-Tirocinado


Feminino
Número de Mensagens : 191
Local/Origem: : Alentejo profundo
Data de inscrição : 13/02/2006

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Qua 14 Fev - 1:21:03

silent
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://raizdepedra.blogspot.com
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sab 17 Fev - 2:52:10

O PPM é fruto duma geração saudosa e como tal, actualmente, tem o papel que se lhe quiser dar. De momento serve uma facção, no futuro vai depender de quem lhe tome as rédeas.

No entanto penso que a melhor pessoa para lhe poder responder é o Prof. uma vez que já o presidiu.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Lobo
Almirante do Império
Almirante do Império


Masculino
Número de Mensagens : 364
Idade : 40
Data de inscrição : 21/07/2006

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sab 17 Fev - 3:34:42

O que leio e que tenho conhecimento dessa geração saudosa como lhe chamou o sr Pedro Reis, deixa-me uma certa expectativa, e levanta-me certas questões, será que não se aprendeu nada com esses ilustres fundadores e dinamizadores do movimento monárquico de então? onde erraram?

e infelismente chego a conclusão que o que faz falta hoje é uma visão de futuro e a gana das pessoas desses tempos, embora também hoje em dia haja gente capaz e com gana para a acção, mas parece que são poucos andam "escondidos" e estão desorganizados desalentados, e desiludidos

o actual PPM é efictivamente uma facção com os "tiques" e intresses de qualquer partido do sistema, não me identifico com isso
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Nuno Cardoso da Silva
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 389
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sab 17 Fev - 12:00:42

O sistema de partidos é um sistema perverso que corrompe tudo e todos. O que devia ser um mecanismo de promoção do bem comum torna-se num mecanismo de defesa do interesse próprio, como tão bem explicou um pensador maldito que dava pelo nome de Robert Michels. Os eleitores aderem a partidos por espírito de seita - ou clubismo -, e os dirigentes partidários apenas pensam em ganhar poder para uso próprio e dos amigos.

Quando em 1991 consegui que o PPM apresentasse candidaturas em todos os círculos eleitorais, nas eleições legislativas, com um projecto coerente e fundamentalmente monárquico, fui forçado a constatar que a maioria dos monárquicos votava noutros partidos (CDS e PSD) ou porque era por essa via que esperavam tirar vantagens pessoais (ainda que legítimas) e imediatas, ou porque queriam impedir os partidos de esquerda de ter a maioria e um voto no PPM era pouco útil, ou ainda porque odiavam a ideia dos monárquicos terem um partido, ou fosse lá porque fosse... O próprio D. Duarte se empenhou, numa manifestação de grande inteligência, em sabotar o esforço do PPM!...

Actualmente o PPM é um microcosmos de tudo o que está mal na política portuguesa. Ou seja, é tão mau como os outros partidos mas em tamanho XXXXXS. O que me leva a pensar que a via partidária só é utilizável para fomentar o projecto monárquico se os seus dirigentes forem quase santos e ferozmente fieis a valores éticos e patrióticos. O que não é impossível, mas é extremamente dificil. O que é natural num partido é que a ambição pessoal, a vaidade, a mesquinhez e até a malevolência acabem por dominar. Veja-se o que aconteceu ao defunto Partido da Solidariedade Nacional. Assim que ganharam um lugar na AR aquilo degenerou no pior poço de víboras que se pode imaginar.

Talvez que só a consciência da degradação crescente da vida dos portugueses possa permitir o aparecimento de um movimento - ou partido - capaz de dar a primazia à alta política. Talvez que só um movimento - ou partido - ideologicamente radical, quase revolucionário, possa suprimir os reflexos facciosos e as vaidades no seu seio, para que possa ser eficaz. Mas receio que, no fim de contas, tudo isto só se possa a vir a resolver - como de costume - a tiro e com a ameaça de tiros... É o destino dos povos subdesenvolvidos...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
O Conjurado
Almirante
Almirante


Masculino
Número de Mensagens : 128
Local/Origem: : Lisboa
Data de inscrição : 28/12/2006

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sab 24 Fev - 20:07:58

Nuno Cardoso da Silva escreveu:


Talvez que só a consciência da degradação crescente da vida dos portugueses possa permitir o aparecimento de um movimento - ou partido - capaz de dar a primazia à alta política. Talvez que só um movimento - ou partido - ideologicamente radical, quase revolucionário, possa suprimir os reflexos facciosos e as vaidades no seu seio, para que possa ser eficaz. Mas receio que, no fim de contas, tudo isto só se possa a vir a resolver - como de costume - a tiro e com a ameaça de tiros... É o destino dos povos subdesenvolvidos...

Caro Sr. Prof. Nuno Cardoso da Silva,

Não posso estar mais de acordo.
E não será necessário esperar muito tempo.
A partir de 2013, quando a torneira dos fundos europeus fechar para a Re(les)pública Portuguesa, e tivermos de sobreviver com o que é nosso e não à custa dos outros, não tenha dúvidas que isto se torna novamente noutro Estado Novo, numa Monarquia, ou então seremos tristemente anexados à vizinha Espanha.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
leónidas
Convidado



MensagemAssunto: ppm   Dom 25 Fev - 19:22:52

Qualquer tentativa de restaurar a monarquia tem de passar pelo jogo de democracia, ou seja pelo combate partidário.
Quem pensar o contrário quer ver o pais dividido em guerra civil .Nenhum governante pode ser bem sucedido no governo de qualquer pais sem o ter sido a nivél interno, caso contrário teriamos uma monarquia que não duraria 24H por muito elevados que fossem os seus padrões morais. Convém não esquecer que a monarquia esteve á beira de ser restaurada em 1951 devido á morte do então ó não foi porque teve a oposição de Marcelo Caetano o qual achava que SAR não estava á altura do cargo ( marcelo Caetano fora monárquico na sua juventude !),mas todos sabemos que quem não estava á altura do cargo era ele , já que o regime não durou mais do que 2 anos após a morte de Salazar.
Para finalizar creio que o PPM é a face visivél de como as coisas estão nas fileiras realistas. Ou SAR retira confiança politica ao PPM ou vamos continuamente sofrer este estado de coisas.

Bem haja, obrigado pela atenção
Voltar ao Topo Ir em baixo
Nuno Cardoso da Silva
Almirante do Império
Almirante do Império


Número de Mensagens : 389
Data de inscrição : 09/12/2005

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Dom 25 Fev - 23:22:18

Citação :
Ou SAR retira confiança politica ao PPM ou vamos continuamente sofrer este estado de coisas.

Este é um dos aspectos do problema. Quando SAS(ereníssima) não controla alguma coisa, não descansa enquanto não acaba com ela. Como SAS nunca controlou o PPM quis acabar com ele, esquecendo que o PPM era um veículo precioso para o combate político. Só que SAS não quer a Monarquia restaurada em Portugal. Quer é brincar aos pretendentes e mover-se no jet-set das casas reais no exílio. Em 1991 o PPM foi uma possibilidade para furar o boicote político, mas SAS entreteve-se a fazer, por entrepostas pessoas, campanha pelo PSD e pelo CDS... Com este nível de inteligência não podemos nunca ir muito longe...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Pedro Reis
Condestável-mor
Condestável-mor


Masculino
Número de Mensagens : 537
Idade : 43
Local/Origem: : Santa Cruz
Data de inscrição : 28/11/2006

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Seg 26 Fev - 16:44:25

Poder até podemos ir longe, não temos é de ser necessariamente acompanhados por toda a gente...alguém terá de ficar pelo caminho!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
leònidas_
Vice-Almirante
Vice-Almirante


Número de Mensagens : 96
Data de inscrição : 09/03/2007

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sex 9 Mar - 13:15:07

A luta partidária e a troca de favores sempre existiram em Portugal, não
aparecem é nos livros de historia.
A nobreza da idade média sempre foi proxima a Espanha, tal como a Igreja
( sempre teve em mente a restauração da provincia romana, Hispania )
dai a inclusão nas cortes do povo.
Este 3º ramo do esttado ganhou força devido á perda de força da nobreza
e á passagem da igreja a instituição ( por isso não acredito no neo-cartismo )

Então assembleia=cortes, que já não se reunem de vez em quando e onde só existe o povo, dividido em grupos ideológicos.

Sendo a monarquia um conceito ideológico mais abrangente e mutável que
os restantes não se compreende como não tem representação partidária

Creio que este facto advém de muitos monárquicos terem caido na ratoeira republicana de considerar a monarquia uma instituição
e não um regime.

A monarquia não é a substituição do Presidente pelo Rei !

Bem haja, obrigado pela atenção
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
leònidas_
Vice-Almirante
Vice-Almirante


Número de Mensagens : 96
Data de inscrição : 09/03/2007

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Sex 9 Mar - 13:16:33

A luta partidária e a troca de favores sempre existiram em Portugal, não
aparecem é nos livros de historia.
A nobreza da idade média sempre foi proxima a Espanha, tal como a Igreja
( sempre teve em mente a restauração da provincia romana, Hispania )
dai a inclusão nas cortes do povo.
Este 3º ramo do esttado ganhou força devido á perda de força da nobreza
e á passagem da igreja a instituição ( por isso não acredito no neo-cartismo )

Então assembleia=cortes, que já não se reunem de vez em quando e onde só existe o povo, dividido em grupos ideológicos.

Sendo a monarquia um conceito ideológico mais abrangente e mutável que
os restantes não se compreende como não tem representação partidária

Creio que este facto advém de muitos monárquicos terem caido na ratoeira republicana de considerar a monarquia uma instituição
e não um regime.

A monarquia não é a substituição do Presidente pelo Rei !

Bem haja, obrigado pela atenção
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
rmagalhaes
Capitão de Fragata
Capitão de Fragata


Masculino
Número de Mensagens : 11
Idade : 19
Local/Origem: : santo condestavel
Data de inscrição : 26/03/2010

MensagemAssunto: PPM - Concordância ou Discordância?   Qua 28 Abr - 16:54:47

O PPM , não é um partido liberal nem tradicional , pode misturar mas não é , o PPM foi fundado pela convergência monarquica e tendo, varios movimentos apoiantes, mas os monarquicos tencionam restaurar a monarquia ou não, eu não sou monarquico só porque gosto de história, mas porque tenho a intenção de a restaurar, o PPM , diz no seu site que não tenta restaurar a monarquia , mas sim cooperar com os repúblicanos, ora eu não quero cooperar com os repúblicanos, mas sim acabar com eles e relativamente a pena de morte não é preciso restaurar , tortura até à morte tambem é bom.
Os monarquicos tem de se unir mas não num partido que coopera com a república , mas sim que a deseja destruir.
PPM DEVE COOPERAR NA RESTAURAÇÃO DA MONARQUIA
NÃO DEVE COOPERAR COM A REPÚBLICA...
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://monarquicosportugues.forumeiros.org
Luís Paiva
Guarda-Marinha
Guarda-Marinha


Número de Mensagens : 5
Data de inscrição : 20/06/2010

MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Dom 20 Jun - 15:29:09

O PPM poderia ser um óptimo veículo de propaganda monárquica, se realmente houvesse um pretendente ao trono (digno desse estatuto).
Como não existe, nunca passará de um grupo tertuliano organizador de almoçaradas e jantaradas.
Talvez seja a altura de deitarmos ao lixo os "velhos" títulos e brasões, pois quem os usa raramente dignifica. Até porque, muitos foram comprados.
É necessário criar uma nova nobreza e escolher um verdadeiro REX.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: PPM - Concordância ou Discordância?   Hoje à(s) 10:48:43

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
PPM - Concordância ou Discordância?
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
MONARQUIA TRADICIONAL :: MONARQUIA TRADICIONAL-
Ir para: